Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Cavaco Silva: "Máquina de propaganda do PS é capaz de tudo para enganar os portugueses"

02 mar, 2024 - 09:50 • Ana Kotowicz , Alexandre Abrantes Neves

Num artigo de opinião, o antigo Presidente explica por que motivo vota AD e diz ter informação suficiente para perceber as mentiras com que o PS procura iludir os portugueses.

A+ / A-
Cavaco Silva cronica opiniao apela voto AD
Ouça aqui a síntese das críticas de Cavaco Silva.

Pedro Nuno Santos não tem as qualidades necessárias para ser primeiro-ministro, a máquina de propaganda do PS faz de tudo para enganar os portugueses e os problemas sociais do país só terão solução com uma mudança política, protagonizada pela AD. É Cavaco Silva quem o afirma, lançando várias acusações ao PS, num artigo de opinião em que apela ao voto na Aliança Democrática. Considera ainda que votar em partidos "extremistas" apenas contribui para a eleição de um primeiro-ministro socialista.

No texto, publicado na edição impressa do Correio da Manhã deste sábado, o antigo Presidente da República considera ser seu "dever cívico sair da comodidade de retirado da vida política e explicar sinteticamente aos portugueses a importância para o futuro do país de uma mudança política".

"Tenho informação suficiente para perceber as mentiras com o PS tem procurado iludir e enganar os eleitores", começa por dizer Aníbal Cavaco Silva, para, de seguida, atirar críticas a Pedro Nuno Santos. "Publiquei um livro sobre quais devem ser as qualidades e comportamento de um primeiro-ministro para que o Governo tenha sucesso. O novo líder do PS não as cumpre minimamente."

A seguir elenca os problemas que, na sua opinião, ficarão por resolver se o futuro Governo for de esquerda, tendo em conta o que conhece "dos 8 anos de Governo socialista, e da atuação e pensamento do novo líder do partido": "os jovens de espírito inovador continuarão a fugir para o estrangeiro", o SNS continuará a ter longas listas de espera, "pondo em causa a própria vida" dos utentes, a crise de habitação irá continuar, assim como a crise da escola pública, e o risco de pobreza e exclusão social continuará a atingir uma percentagem elevada da população

Problemas sociais como estes só podem ser resolvidos com uma mudança política que deve ser "geradora de confiança", que "combata o desperdício de dinheiros públicos" e que promova um crescimento sustentável "não inferior a 3% ao ano".

"É uma ilusão e um erro pensar que é possível resolver os graves problemas sociais que Portugal enfrenta sem reformas estruturais", escreve Cavaco Silva, acusando o PS de ter "desbaratado uma maioria absoluta em menos de dois anos", ao mesmo tempo que "desperdiçou muitos milhões de apoios" da UE. "Agora, no caminho para as eleições, multiplica-se em anúncios de benesses e promessas. A máquina de propagada do PS é capaz de tudo para enganar os portugueses."

Por tudo isto, Cavaco Silva considera que qualquer voto que não seja na AD - o único garante de "estabilidade política" - é desperdiçar uma oportunidade de mudança.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Maria
    03 mar, 2024 Palmela 13:08
    So falam de bola! Apetece agarrar no boletim de voto e fazer uma cruz de alto a baixo!
  • Maria
    03 mar, 2024 Palmela 12:46
    Acho que a direita democratica"anda ai a passear no mercado! direita anti democratica nao nos liga nenhuma!
  • Joaquim Correto
    02 mar, 2024 Paços 19:35
    É precisamente isso que eu acho do PSD!
  • José J C Cruz Pinto
    02 mar, 2024 ÍLHAVO 10:56
    Lá vem de novo o sabichão querer ensinar-nos. Paciência!

Destaques V+