Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Ordem dos Médicos esclarece que não foi aberto qualquer processo disciplinar a Lacerda Sales

13 dez, 2023 - 00:35 • João Malheiro

À Renascença, o antigo governante criticou o processo de averiguações aberto pela OM.

A+ / A-

A Ordem dos Médicos (OM) esclarece, em comunicado, que não foi aberto "aberto nenhum processo disciplinar a qualquer médico no caso das gémeas luso-brasileiras que receberam tratamento para a atrofia muscular espinhal no Hospital de Santa Maria", incluindo ao antigo secretário de Estado da Saúde, Lacerda Sales.

"O Bastonário da Ordem dos Médicos remeteu, no dia 11 de dezembro, para o Conselho Disciplinar da Secção Sul da Ordem dos Médicos, um pedido de averiguações para apurar se existem ou não indícios suficientes da prática de infração disciplinar nos médicos envolvidos não só na atividade clínica, mas também em todo o processo de decisão nos seus vários níveis", diz, ainda, a nota.

O bastonário da Ordem dos Médicos, António Cortes, confirmou, à Renascença, a abertura de um processo interno para apurar a atuação de todos os médicos envolvidos no caso das gémeas luso-brasileiras tratadas no Hospital de Santa Maria, em Lisboa.

Foi noticiado que Lacerda Sales pediu a marcação de uma consulta no Hospital de Santa Maria para as gémeas, que sofrem de atrofia muscular espinal. O tratamento com um medicamento inovador custou quatro milhões de euros.

À Renascença, o antigo governante criticou o processo de averiguações aberto pela OM.

"Diria que mais me parece uma oportunidade para o Dr. Carlos Cortes usufruir dos seus cinco minutos de atenção e fama por parte da comunicação social", disse.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+