Tempo
|
A+ / A-

Sondagem coloca PS à frente do PSD, mas aponta para maioria de direita

08 dez, 2023 - 00:15 • Redação

Em terceiro lugar está sempre o Chega com 15% das intenções de voto. De seguida, surge a Iniciativa Liberal com 6%.

A+ / A-

Uma nova sondagem do ICS-ISCTE, feita para a SIC e o jornal "Expresso", colocam mais uma vez o PS à frente do PSD, mas aponta para uma maioria curta de direita.

Depois da redistribuição de 17% de indecisos, o PS, com José Luís Carneiro, fica com 30% das intenções de voto, para os 25% do PSD.

Já com Pedro Nuno Santos, o PS fica com 29% e o PSD obtém 26%.

A vantagem de José Luís Carneiro está dentro da margem de erro de 3,5% da sondagem, pelo que a equipa do ICS-ISCTE considera que não tem significância estatística.

Em terceiro lugar está sempre o Chega com 15% das intenções de voto. De seguida, surge a Iniciativa Liberal com 6%.

O Bloco de Esquerda tem entre 5% e 6%, enquanto a CDU tem entre 3% ou 4%.

O PAN surge com 3%, enquanto CDS-PP e Livre têm entre 2% a 1%.

Há, ainda, 3% dos inquiridos a dizer que votaria noutro partido e 6% que votaria branco ou nulo.

Os resultados em bruto apontam para 34% de votos da direita face a 31% ou 32% de votos para a esquerda. Com a redistribui­ção de indecisos, a vantagem passa de 48% para 43%.

O inquérito realizou-se entre 18 e 27 de novembro e tem uma margem de erro de 3,5%.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Cidadao
    08 dez, 2023 Lisboa 12:22
    Ninguém acredite em sondagens, até porque é certo e sabido que grande parte do eleitorado indeciso praticamente decide à boca das urnas em quem vota, e todos sabemos que as sondagens não passam de manipulação grosseira pois têm o "sabor" de quem as encomenda. Então quando falamos de sondagens da "Aximage", aquele covil de elementos PS que são tanto que até tropeçam uns nos outros, ou do ISCTE chefiado pela "sinistra", a Milú, Maria de Lurdes Rodrigues a tal ministra da Educação PS, tão "amada" pela classe docente que conseguiu o feito nunca igualado de por 140 000 professores a votar contra o PS e mandou a Maioria Absoluta de Sócrates para o lixo...

Destaques V+