Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

IL acusa ministro de "hipocrisia" sobre tempo de serviço dos professores

06 dez, 2023 - 17:29 • Marta Pedreira Mixão Fátima Casanova, com redação

Rui Rocha desafia o PS a entender-se e acusa o ministro João Costa de ter mudado de opinião por oportunismo.

A+ / A-

O presidente da Iniciativa Liberal (IL), Rui Rocha, acusa o ministro da Educação, João Costa, de hipocrisia por defender a recuperação do tempo de serviço dos professores.

Em entrevista à Renascença, João Costa admitiu ser possível a recuperação total do tempo de serviço pedido há muito pelos docentes, explicando que houve muitos imprevistos que impediram que tal fosse assumido.

Perante estas declarações. Rui Rocha desafia o PS a entender-se e acusa o ministro da Educação de ter mudado de opinião por oportunismo.

"Quero salientar e denunciar mesmo a enorme hipocrisia do ministro João Costa, que passou os últimos meses dos últimos anos defendendo que essa recuperação do tempo de serviço não é possível. E agora, de um momento para o outro, essa recuperação do tempo de serviço que punha em causa as contas do país por mera conveniência política e oportunista", afirmou o presidente da IL.

Para Rui Rocha, o ministro da Educação mudou de discurso porque apoia Pedro Nuno Santos.

"João Costa já veio mudar o discurso, dar uma cambalhota porque apoia Pedro Nuno Santos e Pedro Nuno Santos diz que é possível", justifica.

Professores. Ministro da Educação admite margem para recuperação total do tempo de serviço
Professores. Ministro da Educação admite margem para recuperação total do tempo de serviço
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+