Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

António Costa. "Com grande probabilidade não exercerei nunca mais qualquer cargo público”

11 nov, 2023 - 20:50 • Ricardo Vieira

Numa declaração ao país, realizada este sábado ao início da noite, António Costa prestou esclarecimentos sobre investimentos estratégicos e sobre a Operação Influencer, em que está a ser investigado pelo Supremo Tribunal.

A+ / A-

O primeiro-ministro demissionário, António Costa, admite que possivelmente nunca mais exercerá cargos públicos.

Numa declaração ao país, realizada este sábado ao início da noite, António Costa prestou esclarecimentos sobre investimentos estratégicos e sobre a Operação Influencer, em que está a ser investigado pelo Supremo Tribunal.

“Já me demiti de primeiro-ministro, não serei candidato, com a previsão de duração deste processo judicial, com grande probabilidade não exercerei nunca mais qualquer cargo público”, afirmou o primeiro-ministro.

Na declaração aos portugueses, com direito a perguntas dos jornalistas, António Costa pediu desculpa aos portugueses no caso do seu ex-chefe de Gabinete Vítor Escária, que tinha 75,8 mil euros em numerário no seu gabinete de São Bento.

António Costa garante que confia na justiça, espera que puna eventuais "responsabilidades individuais" na Operação Influencer, mas defende que deve ser "garantida a liberdade de ação política" para que os investimentos não fiquem paralisados.

O chefe do Governo nega que esteja a interferir na Justiça com a declaração ao país de hoje e diz que, provavelmente, "nunca mais exercerá um cargo público".

Garante que Lacerda Machado não tinha qualquer mandato seu para fazer negócios e diz que um "primeiro-ministro não tem amigos".

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Agostinho Couto
    11 nov, 2023 linden 23:39
    J a esta escolhido o futuro secretario geral da ONU ,,sera o Antonio Costa ,,saaim fez o que la esta agora ,,pos o pais dele de ,rastos na miseria e segue-se por o resto do mundo tambem na miseria , nao podiam ter escolhido melhor ,,por onde passam deixam ,tudo de rastos

Destaques V+