A+ / A-

Iniciativa Liberal

Rui Rocha acusa Costa de "querer omitir informação" sobre privatização da TAP

28 out, 2023 - 12:26 • Lusa

“No entender da IL, [o Presidente da República] fez bem” em vetar diploma e devolvê-lo ao Governo, diz líder do liberais.

A+ / A-

O líder da Iniciativa Liberal, Rui Rocha, acusou este sábado o primeiro-ministro de ser incompetente e de querer "omitir mais uma vez informação essencial dos portugueses" relativamente à privatização da TAP.

"É incrível como António Costa, mesmo quando finalmente está a ir para o caminho certo, que é o caminho da privatização da TAP (...), pois mesmo aí, Antonio Costa é incompetente e tem de arcar com o veto do Presidente da República porque o documento que suportava a privatização não tem suficiente clareza e parece querer, mais uma vez, omitir informação essencial dos portugueses", afirmou Rui Rocha.

O líder da Iniciativa Liberal (IL), que discursava no 3.º Encontro Nacional de Núcleos do partido, no Porto, disse concordar com o veto do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, ao diploma de privatização da companhia aérea portuguesa.

“No entender da IL, [o Presidente da República] fez bem”, referiu Rui Rocha, defendendo que o documento não assegurava a transparência da alienação ou aquisição da TAP.

“É preciso que este processo seja transparente, que pelo menos em linhas gerais se conheça o caderno de encargos para que os portugueses possam ter uma avaliação sobre as negociações que vão ser mantidas com eventuais interessados da TAP”, defendeu.

Rui Rocha defendeu ainda que a IL “não vai permitir” que o processo de privatização da TAP seja usado pelo PS para “enganar os portugueses”.

“[O processo de privatização] não pode ser usado pelo PS para tentar enganar os portugueses, através de garantias excessivas que sejam dadas ao comprador, acabe por parecer que o resultado da venda é melhor do que aquele que na realidade vai ser, trazendo mais encargos para os portugueses”, considerou.

Num encontro dedicado às eleições autárquicas de 2025, Rui Rocha anunciou a estratégia da IL, assente em quatro eixos, no âmbito da discussão do Orçamento de Estado de 2024. Num desses eixos, revelou o líder do partido, serão apresentadas medidas sobre a TAP e o setor empresarial português.

O Presidente da República vetou na sexta-feira o decreto do Governo que enquadra as condições para a reprivatização da TAP, pedindo clarificação sobre a intervenção do Estado, alienação ou aquisição de ativos da companhia antes da privatização e transparência de toda a operação.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+