A+ / A-

Montenegro. É preciso "pensar e executar um Portugal" que garanta condições aos jovens

03 set, 2023 - 12:58 • João Pedro Quesado

Líder do PSD renovou apelo a um "sobressalto" para reter as qualificações no país, num discurso de encerramento da Universidade de Verão em que abordou a reforma fiscal e estratégia política do partido.

A+ / A-

Luís Montenegro considera que é preciso "pensar e executar um Portugal" com capacidade de garantir oportunidades e condições aos jovens. O líder do PSD sublinhou, no discurso de encerramento da Universidade de Verão do partido, a necessidade de reter as qualificações no país.

Montenegro renovou o apelo feito no Algarve em agosto, num encontro com imigrantes, de que é preciso "um sobressalto cívico, político, partidário, empresarial, institucional" para "fazer brotar em Portugal um país, uma economia, uma sociedade que retenha o talento que nós temos, que retenha as qualificações que são adquiridas a todos os níveis de ensino".

"Com os políticos à cabeça, nós precisamos de pensar e executar um Portugal que garanta oportunidades de emprego, que garanta condições de serviços públicos para que os jovens possam ter filhos, para que as pessoas se mantenham ligadas aos territórios onde nasceram, e às famílias e aos amigos que envolvem as suas vidas", disse o líder do PSD em Castelo de Vide.

Luís Montenegro destacou a habitação como um das áreas de política "chamadas a colaborar precisamente para garantir essas oportunidades", aproveitando para voltar a criticar as políticas de habitação do Governo de António Costa.

"Em oito anos, tivemos não sei quantos powerpoints", apontou, dizendo que isso "não chega", porque "eles apresentam o powerpoint e o excel está sempre certo com aquele powerpoint, o problema é que quer o powerpoint, quer o excel depois não chegam à realidade".

O líder da oposição relembrou a crise da habitação, "que inibe os jovens portugueses, aqueles que já estão a iniciar a vida ativa, de se fixarem nos sítios onde têm oportunidades de emprego" quando o custo do alojamento "absorve a quase totalidade do rendimento que se aufere".

Portugal, também referiu, é "o país na Europa onde os jovens portugueses encontram condições para ter projetos de vida mais tarde".

Montenegro realçou ainda a situação dos estudantes, qualificando como "imoral" que "um estudante que se esforçou 12 anos para ir uma determinada universidade ou para um determinado instituto não vá para a instituição de ensino que escolheu porque essa vaga é localizada num território onde não há alojamento a um preço que lhe permita estudar".

No discurso de encerramento da edição de 2023 da Universidade de Verão, o líder do PSD abordou ainda a reforma fiscal, que lançou na Festa do Pontal, e a estratégia política do partido, cujo foco é "ser uma alternativa de Governo (...) que traga mais futuro a Portugal".

[notícia atualizada às 13h38]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • ze
    03 set, 2023 aldeia 13:21
    O presidente do PSD afirmou hoje que o partido está a trabalhar para “ganhar as próximas eleições europeias” e defendeu ser preciso “acordar Portugal para a falta de competência” da liderança de António Costa.E quanto a oposição no parlamento? muito pouca ou quase nada, continua com o sonho de ser 1º ministro .......

Destaques V+