Tempo
|
A+ / A-

Chega vai apresentar moção de censura ao Governo

17 jul, 2023 - 20:22 • Lusa

André Ventura falava no fim de uma reunião, que durou cerca de meia hora, entre uma delegação do Chega e Marcelo Rebelo de Sousa, inserida numa ronda de audiências aos partidos com assento parlamentar iniciada na sexta-feira.

A+ / A-

O Chega informou hoje o Presidente da República de que vai apresentar uma moção de censura ao Governo no início da próxima sessão legislativa, disse André Ventura aos jornalistas, referindo que esta decisão já estava tomada.

"Independentemente da decisão que o Presidente da República decida tomar ou venha a tomar num futuro próximo, o Chega decidiu que durante o início da próxima sessão legislativa vai censurar no parlamento o Governo", declarou o presidente do Chega, no Palácio de Belém, em Lisboa.

"É uma decisão que já era nossa e de que obviamente demos conta ao Presidente da República, porque entendemos que este Governo já não está a governar", acrescentou.

André Ventura falava no fim de uma reunião, que durou cerca de meia hora, entre uma delegação do Chega e o chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, inserida numa ronda de audiências aos partidos com assento parlamentar iniciada na sexta-feira.

O presidente do Chega sustentou que "nenhum problema estrutural foi resolvido pelo Governo de António Costa no último ano" e acusou o Governo de se dedicar "a gerir casos dia a dia, à superfície, apenas para se proteger a si e aos seus ministros".

Em abril, André Ventura desafiou o presidente do PSD, Luís Montenegro, a apresentar uma moção de censura ao Governo e prometeu que, se isso não acontecesse, o Chega tomaria essa iniciativa nos primeiros dias de setembro, no início da próxima sessão legislativa.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+