Tempo
|
A+ / A-

PSD requer audição parlamentar urgente da administração do Metro de Lisboa

07 mai, 2023 - 17:38 • Lusa

O PSD considera que a suspensão da circulação em alguns troços da rede está a prejudicar "milhares de utentes, deixando vários territórios sem acesso ao metropolitano, circunstância que permanecerá, pelo menos, durante dois meses".

A+ / A-

O PSD quer uma audição urgente da administração do Metropolitano de Lisboa, em sede de comissão parlamentar de Economia e Obras Públicas, face às perturbações que estão a ocorrer e que têm prejudicado milhares de utentes.

Este requerimento, com data de sexta-feira, tem como primeiro subscritor o deputado Paulo Rios de Oliveira, sendo também assinado pelo líder parlamentar social-democrata, Joaquim Miranda Sarmento.

Na exposição de motivos desta iniciativa politica do Grupo Parlamentar do PSD, salienta-se que as obras do metro "estão a provocar perturbações no serviço prestado na zona norte da Área Metropolitana de Lisboa".

O PSD considera que a suspensão da circulação em alguns troços da rede está a prejudicar "milhares de utentes, deixando vários territórios sem acesso ao metropolitano, circunstância que permanecerá, pelo menos, durante dois meses".

"As obras provocam sempre incómodos. No entanto, importa que estes sejam minimizados através da criação de alternativas adequadas e de informação suficiente aos utentes", assinala-se.

Porém, de acordo com a bancada do PSD, "conforme tem sido público, os problemas no acesso ao metropolitano, em consequência das obras em curso, têm causado graves transtornos, quer por insuficiência e desadequação de alternativas, quer por falta de informação aos utentes".

"Perante os danos sofridos por milhares de cidadãos, importa assegurar que as respostas são as adequadas para minimizar estes incómodos, o que, manifestamente, não sucedeu até agora", acrescenta-se na exposição de motivos do requerimento.

O requerimento é também assinado pelos deputados do PSD António Proa, Márcia Passos, Jorge Salgueiro Mendes, Afonso Oliveira (presidente da Comissão de Economia e Obras Pública), Alexandre Poço (líder da JSD), António Topa Gomes, Carlos Eduardo Reis, Hugo Carneiro. Hugo Martins Carvalho e Jorge Paulo Oliveira.

Assinam ainda este documento os deputados sociais-democratas Luís Gomes, Nuno Carvalho, Patrícia Dantas, Paulo Moniz, Rui Cristina, Alexandre Simões, Pedro Roque, Duarte Pacheco, Isabel Meireles, Joana Barata Lopes, José Silvano, Lina Lopes, Maria Emília Apolinário, Ricardo Batista Leite e Tiago Moreira de Sá.

 .

PMF // MAG .

Lusa/Fim.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+