Tempo
|
A+ / A-

Governo apresenta queixa-crime contra ex-adjunto de Galamba

28 abr, 2023 - 16:09 • Ricardo Vieira

Frederico Pinheiro levou dois computadores do Estado para casa, um deles com informação classificada, adianta a CNN Portugal.

A+ / A-

O Governo apresentou uma queixa-crime contra Frederico Pinheiro, o adjunto do gabinete do ministro das Infraestruturas, João Galamba, que foi exonerado do cargo, avança esta sexta-feira a CNN Portugal.

Frederico Pinheiro levou dois computadores do Estado para casa, um deles com informação classificada, adianta a estação.

O ex-adjunto do gabinete do ministro João Galamba levou os computadores após ter sido exonerado do cargo.

A Polícia Judiciária (PJ) realizou buscas, resgatou os computadores e já os devolveu ao Ministério das Infraestruturas, de acordo com a CNN Portugal.

Frederico Pinheiro foi exonerado na quarta-feira, por "comportamentos incompatíveis com os deveres e responsabilidades" inerentes ao exercício das funções, confirmou esta sexta-feira à Lusa fonte oficial.

"A 26 de abril de 2023 foi exonerado o adjunto do Gabinete do Ministro das Infraestruturas Frederico Pinheiro", respondeu à Lusa o gabinete de João Galamba.

Segundo a mesma resposta, "conforme descrito no despacho a publicar em Diário da República, o adjunto em causa adotou "comportamentos incompatíveis com os deveres e responsabilidades inerentes ao exercício das suas funções num gabinete ministerial".

Frederico Pinheiro é visado na troca de informações divulgada na comunicação social, na quinta-feira, sobre a polémica na TAP.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+