Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Novo aeroporto. Autarcas expectantes face à localização

27 abr, 2023 - 11:00 • João Cunha

A Renascença auscultou a opinião dos autarcas de Beja e de Leiria.

A+ / A-

O presidente da Câmara de Beja, Paulo Arsénio, admite alguma expectativa em torno das escolhas da Comissão Independente sobre o novo aeroporto de Lisboa, mas sublinha que Beja já tem uma realidade específica.

"A expectativa temos sempre alguma, mas, independentemente da escolha, as valências do aeroporto de Beja manter-se-ão intactas e vão continuar cá. E são fundamentalmente na área da manutenção aeronáutica, na questão da carga aérea e servir como apoio e complemento a Lisboa e cada vez mais a Faro."

Para que isso se concretize, a autarquia e a sociedade civil tâm-se batido pela melhoria das ligações ferroviárias, essenciais para que o aeroporto de Beja, em termos de carga e de passageiros, "possa ter uma expressão maior, com a Linha Ferroviária Beja-Ourique, com uma ligação direta a Faro e outra a Sines".

Também o presidente da Camara de Leiria, Gonçalo Lopes, considera que a opção Monte Real deve manter-se.

"Tem caracteristicas favoráveis, tendo em conta o custo da obra de adaptação e a rapidez: prevê-se a construção de alta velocidade, o que fará com que Leiria fique a 35 minutos de Lisboa, servindo a região centro."

O autarca de Leiria indica ainda outra vantagem da localização Monte Real: "No nosso entender, é mais uma hipótese a norte do Tejo. Os turistas estrangeiros e a população habitam sobretudo a norte. No que diz respeito ás questões do custo, dos impactos ambientais e do impacto económico no desenvolvimento de uma região, aguardamos com expectativa aquilo que será a evolução dos trabalhos."

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+