A+ / A-

PCP considera condecoração de Zelensky uma "afronta aos democratas"

16 fev, 2023 - 22:20 • Lusa

Os comunistas criticam esta condecoração "em vésperas das comemorações dos 50 anos da Revolução libertadora de Abril".

A+ / A-

O PCP considera que a decisão de Marcelo Rebelo de Sousa de condecorar o Presidente ucraniano com a Ordem da Liberdade é uma "afronta aos democratas" porque Volodymyr Zelensky "personifica um poder xenófobo, belicista e antidemocrático".

Numa nota enviada às redações, o PCP considerou que a decisão do Presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, de condecorar o seu homólogo ucraniano, Volodymyr Zelensky, com o Grande-Colar da Ordem da Liberdade, "constitui uma afronta aos democratas e uma decisão contrária à construção de um caminho de paz".

Os comunistas criticam esta condecoração "em vésperas das comemorações dos 50 anos da Revolução libertadora de Abril", acusando o Presidente ucraniano de personificar "um poder xenófobo, belicista e antidemocrático, rodeado e sustentado por forças de cariz fascista e nazi".

A condecoração, para o PCP, "só pode ser recebida com indignação por todos quantos conhecem o valor da luta pela liberdade que o povo português travou ao longo de décadas contra o regime fascista".

Na quarta-feira, numa nota colocada no portal da Presidência na Internet, Marcelo Rebelo de Sousa anunciou a condecoração do Presidente da Ucrânia, admitindo que antecipou o anúncio na sequência de uma "iniciativa parlamentar sobre esta matéria".

"O Presidente da República tencionava anunciar no dia 24 deste mês, data em que se completa um ano sobre a agressão da Rússia contra a Ucrânia, a condecoração do Presidente Zelensky. Tendo em conta a iniciativa parlamentar sobre esta matéria, anuncia desde já que decidiu atribuir ao Presidente da Ucrânia o Grande-Colar da Ordem da Liberdade", podia ler-se na nota.

De acordo com a edição do Público daquele dia, o PAN pretendia assinalar o primeiro ano da guerra com uma proposta de condecoração de Zelensky, o que levou o chefe de Estado português a antecipar o anúncio.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • EU
    17 fev, 2023 PORTUGAL 11:16
    Quem acompanha e intervem neste espaço RR, sabe que EU fui um dos primeiros a condenar a invasão da Ucrânia por parte de PUTIN. Não perco mais tempo com esse ASSASSINO, pois diria aquilo que seria ofensa. Mas vamos lá ver uma coisa, já que é falado o CINQUENTENÁRIO do 25 de Abril. O Presidente Ucrâniano vai ser condecorada por estar a RESISTIR a uma guerra, pelo Senhor Presidente da República deste País. O Senhor Professor Marcelo Rebelo de Sousa, ao longo destes 50 Anos desempenhou muitos serviços de utilidade pública. Em algum MOMENTO pensou nos festejos do cinquentenário do 25 de Abril? Em algum momento PENSOU HOMENAGEAR os exs. COMBATENTES fazedores dessa revolução AINDA VIVOS? Em algum momento pensou nesse SIMPLES gesto? No próximo dia 2 de Março fará 50 anos que em Figo Maduro embarquei com destino a Angola afim de cumprior uma MISSÃO de 2 anos. Desembarquei, ou melhor DESEMBARCAMOS em Luanda no dia 3 de Março de 1973. Já disse aqui RR que foi a MINHA GERAÇÃO que OBRIGAMOS os Senhores DONOS daquela guerra a terminá-la, para não serem Eles terminados. Eu fui o TERCEIRO filho de minha Mãe a ter que ir para onde não DEVIA ter ido, mas fui. Ontem na RTP 1, em reportagem de anos 71, glorificaram a criação de novas Universidades. Pois é, nesses famigerados anos os Senhores da linha de CASCAIS e RESTELO criavam as Universidades e ao mesmo tempo, interrompiam os SONHOS de MUITOS como eu. Pois bem Senhor Presidente, pense nos SEUS como pensa nos OUTROS. Tem UM ANO.
  • Carlos B
    17 fev, 2023 Lisboa 10:53
    Para um partido que representa uma ideologia anti-democrata e as vezes desfasada da realidade, as criticas do PCP parecem quase uma auto-critica. A história do comunismo esta cheia de exemplos duvidosos e fracassos, mas ao bom velho estilo destes partidos, tudo e manipulado e reescrito, e ai de quem ousar dizer o contrario. Bela hipocrisia.
  • Petervlg
    17 fev, 2023 Trofa 08:49
    Este PCP, esta a leste da realidade, ainda não reparou que a Ucrania nunca atacou a Russia, apenas esta a defender-se, dentro do seu território, das barbaras agressões Russas. Espero que nas próximas eleições este PCP, desapareça, pelo menos estes seus lideres, pois não defendem o interesse do povo e dos trabalhadores.
  • António dos Santos
    17 fev, 2023 Coimbra 01:00
    Quem é a corja do PCP para falar em democracia? Em Portugal há 2 partidos de caris ditatorial, que são o PCP, em primeiro lugar e o CHEGA em segundo lugar.
  • Anónimo
    17 fev, 2023 Lisboa 00:12
    Eu considero uma afronta aos democratas que ainda haja pessoas a votar no PCP de livre vontade. Força, PCP, rumo aos zero deputados!

Destaques V+