Tempo
|
A+ / A-

IL/Convenção: Pingue-pongue entre Carla Castro e Rui Rocha no final do primeiro dia

21 jan, 2023 - 23:44 • Lusa

Na primeira convenção eletiva da história da IL (fundada em 2017), disputam a presidência da Comissão Executiva Rui Rocha e Carla Castro, ambos deputados e membros da direção cessante, e o conselheiro nacional José Cardoso.

A+ / A-

Os candidatos à liderança da IL protagonizaram hoje um "pingue-pongue" na reta final do primeiro dia da convenção, com a lista de Carla Castro a falar em "cheiro a mudança" e Rui Rocha a centrar-se no país.

O tom foi dado pelo candidato a vice-presidente da lista de Carla Castro, Paulo Carmona.

"Cheira a mudança neste pavilhão, ficou clarinho que os membros querem o seu partido de volta, cheira a mudança", afirmou.

Em seguida, Rui Rocha usou o tempo disponível da sua lista, começando por responder a questões internas sobre financiamento de núcleos e separação de poderes, mas centrou a mensagem política nas respostas que a IL tem de dar ao país.

"Lá fora, estão os portugueses que querem soluções para um país estagnado (...) E nós, na IL, não vamos deixar ficar mal os portugueses. Nós temos soluções para o país e é por isso que vamos lutar", assegurou.

Depois de uma curta intervenção do terceiro candidato à liderança, José Cardoso, que rejeitou o espírito de claques e disse que a grande batalha da IL é a "literacia política", também Carla Castro se inscreveu para falar e deixar novas críticas à lista de Rui Rocha.

"Não podemos querer de manhã dizer que somos descentralizadores, mas à tarde decidirmos as coisas num gabinete, não podemos vir com discursos de união e depois virmos de forma agressiva atacar-nos uns aos outros", acusou.

A candidata deixou um apelo e uma promessa: "Amanhã [domingo] votem na lista M e garanto que, se for líder, serei líder de união e não de fação".

Com pouco tempo no cronómetro, Rui Rocha voltou a pedir a palavra para garantir que não iria falar novamente do financiamento interno da IL, porque nas eleições do partido, se vai "decidir algo muito importante", que é também o futuro do país.

Estas intervenções mostraram, através dos aplausos e apupos, a divisão entre os membros presentes na VII Convenção da IL e que no domingo vão eleger o quarto presidente do partido.

No entanto, parte dos 2.300 membros inscritos estão a participar na reunião magna à distância, não sendo suficiente avaliar o "palmómetro´ da sala para antecipar o desfecho destas eleições.

A VII Convenção da Iniciativa Liberal decorre entre hoje e domingo, no Centro de Congressos de Lisboa, e vai eleger o sucessor de João Cotrim Figueiredo na liderança do partido, que nas últimas legislativas passou de um para oito deputados.

Na primeira convenção eletiva da história da IL (fundada em 2017), disputam a presidência da Comissão Executiva Rui Rocha e Carla Castro, ambos deputados e membros da direção cessante, e o conselheiro nacional José Cardoso.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+