Tempo
|
A+ / A-

Carlos Moedas: "Transição energética não pode ser construída contra as pessoas”

21 nov, 2022 - 18:55 • Filomena Barros , com redação

Presidente da Câmara de Lisboa defende o papel central das cidades e aponta três aspetos para um novo paradigma.

A+ / A-

O presidente da Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, diz que a transição energética tem de ser feita com as pessoas e não contra as pessoas.

O autarca falava esta segunda-feira no encerramento da Conferência da CNN Portugal, que decorreu em Lisboa.

Carlos Moedas defende o papel das cidades e aponta três aspetos para um novo paradigma.

“Quando nós dizemos na Europa que as cidades devem ser neutrais em carbono, as pessoas não sabem o que isso significa, começou por referir o antigo comissário europeu.

No mesmo sentido, “quando os países dizem que precisam de mais impostos para reforçar o Estado Social, isso não significa nada para as pessoas. Significa que vão pagar mais impostos e já não querem pagar mais impostos”.

Para Carlos Moedas, as cidades são “construções que realmente podem mudar esse paradigma”.

O autarca de Lisboa considera que a cidade deve ser “o centro dessa mudança em três aspetos fundamentais: a criação de um Estado Social local, uma gestão fiscal eficiente e direcionada para os mais frágeis e uma transição energética e digital construída com as pessoas e não contra as pessoas”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+