Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Pedro Adão e Silva é o novo ministro da Cultura

23 mar, 2022 - 19:48 • Ricardo Vieira, com Lusa

O sociólogo era, até agora, o comissário executivo das comemorações dos 50 anos do 25 de Abril, que se assinalam em 2024.

A+ / A-

Pedro Adão e Silva é o novo ministro da Cultura do XXIII Governo que recebeu esta quarta-feira luz verde do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

O sociólogo era, até agora, o comissário executivo das comemorações dos 50 anos do 25 de Abril, que se assinalam em 2024.

Durante a tarde, alguns órgãos de comunicação social chegaram a adiantar que André Moz Caldas seria o próximo ministro da Cultura.

Esta proposta de nomeação consta de uma nota no portal da Presidência da República, divulgada após o chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, ter aceitado a lista de ministros do XXIII Governo Constitucional proposta por António Costa.

Nascido em Lisboa em 1974, Pedro Adão e Silva licenciou-se em sociologia, pelo ISCTE, em 1997, e tem doutoramento em ciências sociais e políticas pelo Instituto Universitário Europeu, em Florença.

É professor auxiliar na Escola de Sociologia e Políticas Públicas do ISCTE-IUL, onde foi, também, diretor do programa de doutoramento em políticas públicas, até setembro de 2021.

É, também, comentador e colunista em vários órgãos de comunicação social.

Foi membro do Secretariado Nacional do PS entre 2002 e 2004, sob a liderança de Ferro Rodrigues, e abandonou logo depois a vida partidária.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Raul Silva
    25 mar, 2022 Cacém 20:06
    Num país com três jornais diários sobre desporto, com debates televisivos diários sobre futebol e sendo Pedro Adão e Silva, também ele, um comentador de futebol, melhor escolha António Costa não poderia ter feito. O futebol é a cultura deste país.

Destaques V+