Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

​António Costa e Silva. Quem é o novo ministro da Economia e do Mar

23 mar, 2022 - 23:39 • Rosário Silva

O pai do Plano de Recuperação Económica e Social de Portugal vai integrar o XXIII Governo, liderado por António Costa.

A+ / A-

António Costa e Silva é um independente no Governo de António Costa, que foi aprovado esta quarta-feira pelo Presidente da República. O novo ministro da Economia e do Mar vai substituir Pedro Siza Vieira e Ricardo Serrão Santos.

Nasceu em 1952, em Angola, país onde iniciou a sua carreira. Aos 28 anos, já depois do 25 de abril de 1974, entrou para a petrolífera Sonangol, começando a trabalhar, quatro anos depois, com a Companhia Portuguesa de Serviços.

Entre 1998 e 2001 foi diretor executivo da francesa Compagnie Générale de Geophysique (CGG) em Lisboa, antes de se mudar para Paris e trabalhar no Instituto Francês do Petróleo (IFP) como diretor de engenharia de reservatórios e diretor de operações durante dois anos.

Até agora gestor da petrolífera Partex, o independente António Costa e Silva já tinha sido chamado pelo Governo, em 2020, para dar um contributo ao país, através da elaboração do documento “Visão estratégica para o Plano de Recuperação Económica e Social de Portugal 2020-2030”, um plano que define a estratégia para 10 anos, com a finalidade de ajudar a relançar a economia na pós-pandemia.

O amigo António Costa, o primeiro-ministro, não se esqueceu do seu contributo e ofereceu-lhe o Ministério da Economia e do Mar, neste novo Governo.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+