Tempo
|
A+ / A-

Autarca de Coimbra apelida Graça Freitas de "simpática velhinha"

13 fev, 2022 - 18:13 • João Carlos Malta

Posteriormente e perante as críticas de que foi alvo nas redes sociais, José Manuel Silva editou a publicação e substituiu "simpática velhinha" por "simpática senhora".

A+ / A-

O presidente da Câmara de ex-bastonário da Ordem dos Médicos, José Manuel Silva, apelidou a Diretora-Geral da Saúde, Graça Freitas, de "simpática velinha" e questiona quando é que esta deixará de prejudicar Portugal e os portugueses.

A mensagem foi publicada na rede social Facebook, na qual José Manuel Silva escreveu: "Quando é que a nossa simpática velhinha da DGS, a nossa vitoriosa Ministra da Saúde e o governo PS absoluto deixam de prejudicar Portugal e os portugueses?! Não sabem ler ciência? Precisam de uma ajudinha?"

Já depois de ter sido criticado nas redes socias, o ex-Bastonário da Ordem dos Médicos editou a publicação em que colocou uma nota. "Como algumas pessoas se sentiram alegadamente ofendidas por eu quer qualificado carinhosamente de 'simpática velhinha' uma senhora do meu quinquénio etário, decidi alterar o texto, esperando que agora não me critiquem por discriminação de género 😀".

Na mesma mensagem editada ainda acrescentou algumas frases atribuidas a Graça Freitas: “Que cada um de nós recorra à horta de um amigo. Não açambarquem” e ainda “Apelo para que visitem os lares: sejam solidários” e também que “Nos aviões não é necessário distanciamento porque as pessoas só olham para a frente”, etc...)".

Os comentários de José Manuel Silva surgem numa publicação em que é anexada uma notícia do jornal Eco que dá conta de que a Noruega retirou no sábado as últimas restrições para fazer face à Covid-19, como regras de distanciamento social e o uso de máscara em espaços lotados, apesar do aumento nas infeções com a variante Ómicron.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Ivo Pestana
    14 fev, 2022 Funchal 11:17
    Não vejo a ordem dos médicos fazer melhor. O dinheiro e bem estar do litoral, é que os move.
  • João Pereira
    13 fev, 2022 Setúbal 21:06
    Comentário despropositado, de um ex bastonário dos médicos, e autarca ocasional. Um quase velhinho.

Destaques V+