Tempo
|
A+ / A-

Paulo Rangel admite antecipação de eleições diretas do PSD

05 nov, 2021 - 20:29 • Redação

O candidato à liderança do PSD admite antecipar datas, desde que seja "possível juridicamente". O eurodeputado critica a mudança de posição de Rui Rio, que "não oferece nem estabilidade nem credibilidade ao partido".

A+ / A-

O candidato à liderança do PSD, Paulo Rangel, admite a antecipação das eleições diretas do PSD, desde que seja "possível juridicamente".

Numa entrevista à SIC, o eurodeputado diz que sempre quis "eleições o mais rápido possível".

"Esta ideia de compressão de prazos é uma ideia dos meus apoiantes", afirma.

No entanto, Paulo Rangel defende que, por uma questão de "estabilidade", o melhor seria que as diretas se realizassem a 4 de dezembro.

O candidato à liderança do PSD critica ainda Rui Rio por ter "três posições, num mês", relativamente ao processo interno do partido.

"Isto não oferece nem estabilidade nem credibilidade ao partido", lamenta.

"Precisamos de uma maioria"

Sobre as eleições legislativas antecipadas, Paulo Rangel considera o voto no PS "um voto inútil".

"Votar no PS é votar numa solução de instabilidade. E também é um voto injusto. Como é que estão as urgências dos hospitais? Como é que está a educação? Os combustíveis? É o resultado de 6 anos de política de António Costa", aponta.

Questionado sobre possíveis soluções governativas, o eurodeputado apenas quis deixar claro que vai "trabalhar para uma maioria de liderança do PSD".

"Precisamos de uma maioria, não podemos fazer cedências", defende.

Mesmo assim, volta a recusar um governo em bloco central ou com participação do Chega.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+