Tempo
|
A+ / A-

OE2022

António Costa acredita que "ainda há estrada para andar e devemos continuar"

26 out, 2021 - 23:00 • Redação

O líder do Governo voltou a apontar que "os portugueses não desejam uma crise" e apelou a que "haja vontade política, criatividade e espírito de compromisso".

A+ / A-

Numa declaração no Twitter, António Costa diz acreditar que "ainda há estrada para andar e devemos continuar", deixando mais um apelo para que o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) seja aprovado e se evite uma crise política.

O primeiro-ministro voltou a realçar o que considera ser as prioridades do documento de "apoiar a recuperação económica e reforçar os serviços públicos com contas certas".

"A proposta de Orçamento do Estado para 2022 é coerente com os quatro grandes objetivos estratégicos que assumimos: o desafio demográfico, as qualificações e inovação como motores do desenvolvimento, o combate às desigualdades e às alterações climáticas", escreve.

O líder do Governo voltou também a apontar que "os portugueses não desejam uma crise" e apelou a que "haja vontade política, criatividade e espírito de compromisso".

"Nada justifica pôr termo à caminhada que iniciámos em 2015", referindo-se aos acordos à Esquerda, com Bloco e PCP, que agora se prepararam para chumbar o OE2022.

"Da parte do Governo, enquanto houver ventos e mar a gente não vai parar", citou, de novo, Jorge Palma, para concluir.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+