Tempo
|
A+ / A-

Rui Rio diz ter "obrigação" de avançar com recandidatura ao PSD

20 out, 2021 - 14:24 • Lusa

Paulo Rangel em vantagem? "Quem vai decidir é o militante", afirma o presidente social-democrata.

A+ / A-

O presidente do PSD justificou hoje a sua recandidatura pela "obrigação" de colocar o interesse do país e do partido à frente da sua vida pessoal, manifestando-se convicto de que a maioria dos militantes "são homens e mulheres livres".

No final de uma audiência com o Comité Olímpico de Portugal, Rio foi questionado sobre as razões da sua recandidatura, anunciada na terça-feira em comunicado, dizendo que lhe é "completamente indiferente" a avaliação de quem pode estar ou não em vantagem neste momento.

"Isto tem a ver com as convicções e com aquilo que é a minha obrigação. Tenho obrigação ou não tenho obrigação? Tenho obrigação de olhar para a minha vida pessoal e para o que acarreta um esforço pessoal desta função e da candidatura a primeiro-ministro ou colocar em primeiro lugar, não a vida pessoal, mas o país e o partido", explicou.

Na sua ponderação de fatores, o presidente do PSD chegou à conclusão de que "não era facilmente entendível pelos portugueses e pelos militantes" que dissesse "chega".

"A maioria não entenderia e, de certa forma, exige-me, com alguma razão, que esteja disponível para esse lugar", afirmou.

Questionado sobre uma alegada vantagem do outro candidato já assumido, o eurodeputado Paulo Rangel, em termos de apoios de estruturas, Rio desvalorizou essas contas.

"Quem vai decidir é o militante. Cada militante lá pensará e dirá gosto mais do A, gosto mais do B, gosto mais do C. Haverá alguns que não sabem e dirão "diz-me lá em quem votas", mas a maioria são homens e mulheres livres que irão votar em função do que é melhor para o país e não em que os mandam", afirmou.

Rio não adiantou ainda onde e quando fará a apresentação da sua candidatura, deixando a entender que será no final da semana e fora de Lisboa.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Militante
    20 out, 2021 P.S.D. 14:55
    "Este" militante já decidiu: Rui Rio, RUA! Temos de ser novamente Oposição credível e a desmontar este faz-de-conta de Costa e do PS, primeiro. Alternativa de Poder, depois. Mas uma verdadeira alternativa, não "uma coisa esquisita que não é carne nem peixe" como atualmente somos. Não sei se o conseguiremos com Rangel, mas sei que NÃO o conseguiremos com Rui Rio.

Destaques V+