Tempo
|
A+ / A-

Autárquicas

David Justino diz que Rio venceu e “não houve facas para atirar”

27 set, 2021 - 08:14 • Marta Grosso , Miguel Coelho (entrevista)

A Renascença falou com David Justino, vice-presidente do PSD, sobre os efeitos das autárquicas no partido. "Temos tempo para falarmos uns com os outros e pensarmos o que é melhor para o PSD. E temos também de clarificar um bocadinho quais as posições que existem.”

A+ / A-

O vice-presidente do PSD David Justino diz que quem tinha “facas afiadas” para atirar a Rui Rio teve de as deixar nas bainhas, face aos resultados das eleições Autárquicas

“Não houve facas para atirar”, diz Justino, em entrevista à Renascença, destacando que Rio saiu vencedor.

O dirigente social-democrata considera que o partido deve aproveitar o tempo até às eleições diretas no partido para dialogar com tranquilidade: “Ainda estamos a três meses e meio e estou convencido de que temos tempo para falarmos uns com os outros e pensarmos o que é melhor para o PSD. E temos também de clarificar um bocadinho quais as posições que existem.”

“Julgo que o problema que se põe agora é o Dr. Rui Rio decidir o que quer fazer. Sai reforçado nesta eleição e estou convencido de que tomará a melhor decisão para ele e para o PSD”, aponta David Justino.

No rescaldo da noite eleitoral, assume especial destaque a vitória conseguida em Lisboa, algo em que Justino diz sempre ter acreditado

“Nunca deixei de acreditar, porque quem tem conhecimento das técnicas [de sondagens] sabe que o Partido Socialista, geralmente, é favorecido e o PSD prejudicado. Essa era a minha réstia de esperança para o que se passou em Lisboa e veio a confirmar-se”, afirma o vice-presidente do partido.

Justino considera que houve “surpresa” na vitória de Carlos Moedas apenas “porque as pessoas estão condicionadas pelas sondagens”.

Carlos Moedas irá governar a capital em maioria com vereadores de esquerda, mas isso não aflige David Justino, até porque “há vários problemas para resolver e que precisam de resposta rápida”.

“Estou convencido de que Moedas vai conseguir reunir os apoios necessários para que haja uma gestão equilibrada e viável na Câmara de Lisboa”, acrescenta.

Lisboa troca Medina por Moedas. As imagens de uma noite supreendente
Lisboa troca Medina por Moedas. As imagens de uma noite supreendente
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+