Tempo
|
A+ / A-

Autárquicas

Comunista Bernardino Soares deixa Loures com "obra feita"

27 set, 2021 - 16:17 • Lusa

Presidente cessante da autarquia espera que a próxima liderança socialista não abandone os projetos em curso, lançados pela CDU.

A+ / A-

O presidente cessante da Câmara de Loures, Bernardino Soares (CDU), disse hoje que deixa a presidência do município "com obra feita e com muitos projetos" e apelou ao futuro executivo para não os abandonar.

"Deixamos um concelho com obra feita e com muitos projetos em concretização. Fazemos votos para que estes projetos não sejam abandonados", afirmou o autarca comunista numa curta declaração gravada na madrugada de hoje para as redes sociais.

Segundo os dados provisórios do Ministério da Administração Interna, o socialista Ricardo Leão venceu as eleições autárquicas de domingo no concelho de Loures com 31,52% dos votos (quatro mandatos).

Em segundo lugar ficou Bernardino Soares, que presidia ao município de Loures desde 2013, conseguindo 29,05% dos votos e o mesmo número de mandatos do PS.

"Esta noite tivemos um mau resultado para a CDU, mas sobretudo um mau resultado para o concelho de Loures. Temos de valorizar as freguesias que vão continuar a ter presidência da CDU", sublinhou Bernardino Soares.

A agência Lusa tentou contactar Bernardino Soares para obter uma reação mais alargada, mas este remeteu para a declaração gravada para as redes sociais.

A terceira candidatura mais votada foi a do PSD, encabeçada por Nélson Batista, que conseguiu 14% dos votos (2 mandatos).

A candidatura do Chega, a quarta mais votada, com 8,42% dos votos, conseguiu eleger um vereador.

Concorreram à Câmara Municipal de Loures Bernardino Soares (CDU), Ricardo Leão (PS), Nélson Batista (PSD), Jorge Santos (CDS-PP), Bruno Nunes (Chega), Filomena Francisco (Iniciativa Liberal), Soraya Ossman (PAN) e João Resa (PCTP-MRPP).

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Osvaldo Sousa
    28 set, 2021 Sacavém 09:07
    deve ser obras de ausência de estado, falta de acompanhamento social dentro dos Bairros, aumento da criminalidade, matança do associativismo, gastos com técnicos fantasmas, enfim muitas maneiras que fizeram de Loures Conselho de Ilusões.
  • De Loures
    27 set, 2021 Sempre 16:27
    Principalmente na Mobilidade, nota-se bem a "obra feita": percursos que se faziam em 5m agora demoram 20...

Destaques V+