Tempo
|
A+ / A-

Dia de Portugal

Marcelo condecora Forças Armadas

09 jun, 2021 - 21:38 • Susana Madureira Martins , com Lusa

Presidente presta homenagem aos militares em momento de tensão com reforma da lei orgânica.

A+ / A-

O Presidente da República vai condecorar os vários ramos das forças armadas nas cerimónias do Dia de Portugal, que se comemora esta quinta-feira. Num momento de tensão entre os militares devido à revisão da lei orgânica das Forças Armadas, Marcelo quer dar um sinal de apreço ao condecorar o Estado Maior General das Forças Armadas, assim como os Estados maiores dos três Ramos.

O Presidente da República vai impor as insígnias de Membro Honorário da Ordem Militar de Cristo não nos chefes militares, mas nos Estandartes Nacionais do Estado-Maior-General das Forças Armadas, do Estado-Maior da Armada, do Estado-Maior do Exército e do Estado-Maior da Força Aérea, na Cerimónia Militar Comemorativa do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesa, que este ano decorre no Funchal a partir das 11h00.

Além do Presidente da República, irá discursar nesta cerimónia a médica Carmo Caldeira, diretora do serviço de cirurgia do Hospital Dr. Nélio Mendonça, escolhida por Marcelo Rebelo de Sousa para presidir à comissão organizadora destas comemorações, simbolicamente, tendo em conta a atual conjuntura.

Em 2020, devido à pandemia da covid-19, Marcelo Rebelo de Sousa cancelou as comemorações do 10 de Junho que estavam previstas para a Madeira e para a África do Sul e optou por assinalar a data com uma "cerimónia simbólica" no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, apenas com dois oradores e seis convidados.

O chefe de Estado prometeu que em 2021 as celebrações do Dia de Portugal iriam decorrer na Região Autónoma da Madeira, onde chegou na segunda-feira à noite, com um programa intenso, que termina com a cerimónia militar de quinta-feira.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+