Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Congresso do PAN. Governo quer manter “diálogo e convergência” com o PAN

06 jun, 2021 - 15:30

Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares esteve no encerramento do congresso e garante que Governo vai cumprir o que negociou para OE 2021

A+ / A-

O Governo pretende manter o “diálogo e convergência” com o PAN- Pessoas, animais e Natureza. Foi a garantia deixada pelo secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro, no fim do congresso do PAN, que decorreu este fim-de-semana em Tomar.

“Aquilo que desejamos é que possamos manter esta cultura de diálogo e de convergência, valorizando avanços em medias concretas que se traduzam nas causas que o PAN defende e que o Governo também acompanha”, afirmou Duarte Cordeiro, em declarações aos jornalistas depois do encerramento do congresso, onde esteve como convidado.

Duarte Cordeiro, que assistiu ao discurso da nova líder, Inês Sousa Real, desejou “boa sorte ao PAN neste novo ciclo” e manifestou a “ideia de manter a colaboração que tem existido entre o Governo e o Pessoas, Animais e Natureza”.

Para o governante “há um conjunto de matérias em que existe convergência de objetivos” e que é preciso desenvolver. “O Governo quer sair desta crise mais forte, quer que Portugal também saia desta crise com uma perspetiva reforçada relativamente a matérias como a transição ambiental. Foi por isso também que direcionamos o PRR (Programa de Recuperação e Resiliência) para que tenha uma forte dimensão ambiental”, afirmou Duarte Cordeiro, que também se comprometeu em pôr o PAN a par da execução do Orçamento de 2021, que o PAN ajudou a viabilizar.

“A expectativa que temos é de continuar a manter esta relação de trabalho, dando provas da execução do que formos negociando e procurar manter linhas abertas para continuar a conversar para o futuro, desde logo ao longo desta legislatura.

É do nosso interesse mostrar aos partidos com os quais negociamos o Orçamento do Estado que temos capacidade para executar essas medidas”, afirmou Duarte Cordeiro, que considera natural que o PAN queira mais, como disse a nova líder no seu discurso de encerramento.

“Mal estava se secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares se não estivesse habituado, nas negociações que vamos tendo com os partidos, que os partidos não tivessem ambição e não desejassem mais avanços”, disse Duarte Cordeiro que já quanto à ambição de o PAN ser Governo separou águas.

“Casa partido, quando vai a eleições, ambiciona ter a máxima representatividade possível e ser responsável pela aplicação das suas medidas. Todos os partidos têm ambição de ser poder”, reconheceu. E concluiu: “Neste caso em concreto isso não se deve confundir com a vontade que o Governo tem de levar esta legislatura até ao fim, de manter convergências, de manter espirito aberto e, ao mesmo tempo, ir mantendo pontos de situação com os partidos com que negoceia.”

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+