Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

BE. Pedro Soares defende negociações com PS com "linhas vermelhas"

23 mai, 2021 - 12:20

O ex-deputado Pedro Soares e um dos subscritores da moção E, a mais crítica da atual liderança do Bloco de Esquerda.

A+ / A-

O ex-deputado Pedro Soares e um dos subscritores da moção E, a mais crítica da atual liderança do Bloco de Esquerda, defendeu hoje que o partido deve ir para as negociações com o PS "com linhas vermelhas". .

"Temos de ir para as negociações com linhas vermelhas para dar respostas ao país e, uma delas, é a revisão da legislação laboral, algo essencial para que haja maior equilíbrio entre capital e trabalho", vincou Pedro Soares à entrada para a XII Convenção Nacional, que encerra hoje em Matosinhos, no distrito do Porto. .

Pedro Soares disse não ser contra as negociações e os entendimentos porque "não vive na estratosfera", referindo que o problema é o "modo, objetivo e disposição" com que o BE o fará. .

"Temos de ir com um programa e uma política autónoma, temos de mostrar claramente ao país que estamos zangados com esta crise que estamos a viver, com o aumento do desemprego e precariedade e com a perda de rendimentos das famílias", reforçou. .

Além disso, o bloquista entendeu que o BE tem de ter "ligação, respeito e consideração" pelas bases. .

Na sua opinião, é "incompreensível" que um partido com 22 anos, que atingiu a maturidade, "tenha ainda dificuldades na sua ligação às bases e na intervenção local". .

É preciso mudar de rumo e ser mais forte a esse nível, sublinhou. .

E salientou que as eleições autárquicas não se disputam três ou quatro meses antes, mas ao longo de anos, daí ser "fundamental" a ligação às bases. .

O ex-deputado Pedro Soares, que na anterior convenção foi eleito para a Mesa Nacional pela lista de Catarina Martins, mas que, entretanto, está afastado da direção, é candidato a este órgão máximo pela lista dos críticos, da moção E, estando no lugar 48.

Pedro Soares não foi eleito delegado nesta convenção. .

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+