Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

25 de Abril. Livre cede lugares a IL e Volt Portugal para desfile

21 abr, 2021 - 10:55 • Lusa

O tradicional desfile comemorativo do 25 de Abril de 1974 vai regressar à Avenida da Liberdade, com algumas regras definidas pela Direção-Geral da Saúde.

A+ / A-

O Livre cedeu quatro lugares da sua comitiva no desfile que assinala o 25 de Abril de 1974 à Iniciativa Liberal e ao Volt Portugal, depois da comissão promotora os ter informado de que não podem participar.

"@Liberalpt e @Voltportugal, venham desfilar connosco. O Livre faz parte da Comissão Promotora do 25 de Abril. Uma vez que não podem participar por não serem promotores, o Livre cede dois lugares a cada um. 25 de Abril sempre, fascismo nunca mais!", escreveu o partido da papoila na sua rede social Twitter, identificando os dois partidos.

O tweet surge depois da Iniciativa Liberal (IL) e o Volt Portugal (VP) terem contestado a decisão da comissão promotora do desfile que lhes negou a participação no evento.

Na terça-feira, a Iniciativa Liberal acusou a comissão promotora do desfile do 25 de Abril de tentar impedir o partido de participar nas comemorações, pretendendo os liberais organizar o seu próprio desfile no mesmo dia e local.

Para a IL, as comemorações do 25 de Abril "não são exclusivas dos partidos de esquerda, nem de organizações satélites".

"Se, cumprindo as diretrizes da DGS, existe a possibilidade de diversas entidades e partidos participarem, não é aceitável que se exclua a Iniciativa Liberal", defenderam.

Resposta idêntica recebeu o recém-legalizado partido Volt Portugal, que revelou que lhe foi negada participação no desfile do 25 de Abril pela comissão promotora, uma decisão que contesta e vai desafiar estando também presente no local.

"As organizações que constituem a Comissão Promotora incluem o PS, BE, PCP, CGTP e UGT, que assim podem participar, excluindo todos os outros partidos e organizações", continuam na nota, considerando "incompreensível esta atitude que é contrária aos valores de Abril".

Para o Volt Portugal, "o pretexto da pandemia não pode ser usado para excluir organizações das celebrações, mas deve, sim, exigir rigor nos seus preparativos", defendendo que a revolução dos cravos "foi feita para libertar Portugal e todos os portugueses de uma ditadura e proporcionar uma democracia com partidos de vários quadrantes", logo, "excluir partidos da festa da democracia não respeita o espírito da revolução dos cravos".

O tradicional desfile comemorativo do 25 de Abril de 1974 vai regressar à Avenida da Liberdade, com algumas regras definidas pela Direção-Geral da Saúde.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+