A+ / A-

Paulo Sande diz que Zelensky quer "marcar posição" perante uma "Europa distraída"

28 mai, 2024 - 08:30

O especialista em assuntos europeus Paulo Sande antevê na Renascença a visita do presidente da Ucrânia a Lisboa.

A+ / A-

O especialista em assuntos europeus Paulo Sande considera que o Presidente da Ucrânia visita Portugal numa fase em que pretende "marcar a sua posição, ou seja, fazer um apelo, numa altura em que a Europa está distraída”.

Em declarações à Renascença, Paulo Sande elogia o acordo assinado na segunda-feira entre Zelensky e Espanha, sublinhando que no caso de Portugal o apoio terá expressão no plano político.

“Na visita a Espanha, houve um acordo excecional por parte dos espanhóis, financeiro e militar. No caso de Portugal, não existem condições para que isso possa acontecer nesses termos, por isso há aqui uma dimensão política muito importante."

Paulo Sande diz que a “Europa atual” está “muito fragmentada do ponto de vista político e, sobretudo, da sua política externa”, quando seria útil que a União Europeia tivesse "uma capacidade de ser coesa, de ter uma voz unida e de manter um apoio generalizado” à Ucrânia.

Volodymyr Zelensky chega esta terça-feira a Portugal para se encontrar com o primeiro-ministro, Luís Montenegro, e com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+