A+ / A-

Pescador lúdico de 67 anos está desaparecido em Moledo

09 abr, 2024 - 09:45 • Lusa

Alerta para o desaparecimento foi dado na segunda-feira à noite por "um familiar, dando conta de que não regressou a casa".

A+ / A-

As autoridades marítimas, com o apoio da Força Aérea, estão a procurar um homem de 67 anos dado como desaparecido durante a pesca lúdica na zona de Moledo, em Caminha, disse à Lusa o capitão do porto.

"Suspeita-se que possa ter desaparecido durante a prática de pesca lúdica na zona de Moledo. A sua viatura foi encontrada próxima da zona costeira, entre Vila Praia de Âncora e Moledo. Estamos a desenvolver esforços para localizá-lo, mas ainda não conseguimos encontrar", afirmou Fernando Pereira, capitão do porto de Caminha, no distrito de Viana do Castelo.

Assim, estão em curso "buscas por mar, terra e ar", com um helicóptero da Força Aérea, a embarcação salva-vidas da estação de Viana do Castelo e "patrulhas apeadas da Polícia Marítima e dos bombeiros voluntários de Vila Praia de Âncora", num total de cerca de 17 homens.

O alerta para o desaparecimento do homem foi dado na segunda-feira à noite, pelas 21h00, por "um familiar, dando conta de que não regressou a casa", e as buscas foram iniciadas de imediato, até às 24h00, hora a que foram interrompidas "devido à falta de visibilidade e às condições marítimas".

O capitão explicou ainda que a barra de Caminha estava na segunda-feira encerrada, com o "mar alteroso" a apresentar ondas de quatro metros e o vento a soprar com o equivalente a 30 quilómetros por hora.

Na página da Internet da Proteção Civil indica-se que a busca e resgate decorre na Eco Via de Vila Praia de Âncora, uma zona de circulação de pessoas e bicicletas existente entre aquela via e a praia de Moledo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+