Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Livro Verde da Segurança Social propõe fim da reforma aos 57 anos

04 abr, 2024 - 10:15 • Redação

Comissão para a Sustentabilidade da Segurança Social defende um travão às reformas antecipadas.

A+ / A-

O Livro Verde da Segurança Social propõe o fim da reforma aos 57 anos, após esgotado o subsídio de desemprego.

De acordo com o semanário "Expresso", o documento da Comissão para a Sustentabilidade da Segurança Social defende um travão às reformas antecipadas.

Sugere, ainda, que a idade de acesso às diversas modalidades de reforma antecipada deve subir para se aproximar mais da idade legal.

Em 2022, reformaram-se cerca de 83 mil trabalhadores que descontavam para a Segurança Social. Contudo, 26,5% destas reformas foram antecipadas.

A percentagem tem vindo a descer, devido a mais penalizações, mas mantém-se alta na visão dos especialistas.

A versão preliminar do Livro Verde da Segurança Social foi entregue ao Governo cessante. A versão final vai ser encaminhada para o novo Executivo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • EU
    04 abr, 2024 PORTUGAL 09:48
    Já agora, que falam nos 57 anos DE VIDA e como vejo por aí uns QUANTOS a querem o SUBSÍDIO DE RISCO, nivelem as idas para a REFORMA. Vejo por aí certos PRÉ REFORMA das forcas de segurança, com CAPACIDADE para exercerem OUTRA ATIVIDADE, colhendo uma remuneração SUPERIOR diária e SEM DESCONTOS. Perceberam? São mais que MUITOS.

Destaques V+