A+ / A-

Incêndio em apartamento na vila de Sesimbra desaloja casal e filho menor

02 mar, 2024 - 17:14 • Lusa

O incêndio ficou circunscrito à cozinha, mas o apartamento ficou sem condições de habitabilidade, pelo que os três moradores tiveram de ser realojados em casa de familiares.

A+ / A-

Um casal e um filho menor ficaram desalojados, este sábado, após um incêndio ter deixado sem condições de habitabilidade o apartamento onde viviam, no centro da vila de Sesimbra, distrito de Setúbal, informaram os bombeiros.

O adjunto do comando dos Bombeiros de Sesimbra, Pedro Santos, indicou à agência Lusa que, além dos três desalojados, um deles e um vizinho sofreram ferimentos ligeiros, devido à inalação de fumos, e foram transportados para o hospital de Setúbal.

Contactado pela Lusa, o Comando Sub-Regional de Emergência e Proteção Civil da Península de Setúbal referiu que o fogo, para o qual foi dado o alerta às 11h40, eclodiu num apartamento situado na Rua Conselheiro Ramada Curto.

Segundo o adjunto do comando dos Bombeiros de Sesimbra, o apartamento atingido pelo incêndio localiza-se no segundo andar de um prédio situado naquela rua, o qual teve que ser temporariamente evacuado para as operações de combate às chamas.

O incêndio ficou circunscrito à cozinha, mas o apartamento ficou sem condições de habitabilidade, pelo que os três moradores tiveram de ser realojados em casa de familiares, adiantou.

As operações de socorro envolveram, além dos Bombeiros de Sesimbra, também a GNR e o Serviço Municipal de Proteção Civil, com 26 operacionais, apoiados por 10 veículos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+