A+ / A-

Dominado incêndio que obrigou a evacuar casas na Maia

22 fev, 2024 - 21:32 • Lusa

O incêndio deflagrou numa fábrica de tintas, na frequesia de Nogueira e Silva Escura.

A+ / A-

O incêndio que deflagrou esta quinta-feira numa fábrica de tintas na Maia, no distrito do Porto, e que levou à retirada de moradores das habitações nas imediações, foi dado como dominado pelas 21:50, adiantou à Lusa fonte da Proteção Civil.

Fonte do Comando Sub-regional da Área Metropolitana do Porto disse à Lusa que o incêndio foi dado como dominado pelas 21:50, sem registo de feridos, estando no local, a essa hora, 93 operacionais, apoiados por 34 viaturas.

Manuel Carvalho, comandante dos Bombeiros Voluntários de Moreira da Maia referiu, em declarações aos jornalistas no local, pelas 22:00, que o fogo estava dominado e que não havia registo de feridos.

O comandante dos Bombeiros de Moreira da Maia frisou que existem alguns focos de incêndio, devido ao “tipo de produto espalhado na fábrica, diluentes e tintas”.

Pelo menos dez casas foram evacuadas, acrescentou Manuel Carvalho, frisando que a disposição dos meios de combate evitou qualquer “problema em relação às habitações”.

O fogo esteve condicionado à unidade industrial, que estava encerrada quando surgiu o alerta, pelas 20:00, destacou Manuel Carvalho, em declarações transmitidas pela estação CNN Portugal.

O acesso à fábrica, que fica próxima de habitações, foi condicionado pela GNR, enquanto os moradores foram retirados de casa pelo serviço municipal da Proteção Civil da Maia, tinha adiantado à Lusa fonte do Comando Sub-regional da Área Metropolitana do Porto.

[notícia atualizada]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+