Tempo
|
A+ / A-

Abusos. Grupo VITA apresenta modelo de indemnização às vítimas esta segunda-feira

19 fev, 2024 - 07:35 • Liliana Monteiro , João Malheiro

Rute Agulhas diz esperar que a proposta seja bem acolhida e diz que a futura solução de indemnização será sempre casuística.

A+ / A-

O grupo VITA vai apresentar esta segunda-feira um modelo de indemnização para compensar as vítimas de abusos sexuais na Igreja à Conferência Episcopal Portuguesa (CEP).

À Renascença, a coordenadora explica que houve um trabalho de cerca de dois meses de análise aos modelos de reparação financeira de outros países europeus e acolheu "algumas ideias-chave".

No entanto, Rute Agulhas esclarece que a proposta que será apresentada "não é uma réplica de modelo A ou B", mas sim um conjunto com base em diferentes esquemas, tendo em conta a realidade portuguesa.

O grupo VITA recebeu, até agora, oito pedidos de indemnização de pessoas maiores de idade, mas nenhuma concretizou uma verba a pedir.

A coordenadora indica que, neste momento, o modelo que será apresentado não prevê tabelas e valores, apenas "como este processo deve ser pensado" e só quando for operacionalizado é que chegaria a essa fase.

Rute Agulhas diz esperar que a proposta seja bem acolhida e diz que a futura solução de indemnização será sempre casuística.

"Acreditamos que esse será o caminho. Cada situação é como cada qual. Há muitas divergências, há muitas idiossincrasias. É um modelo que já prevê essa análise", garante.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+