A+ / A-

GNR detém dois homens por violência doméstica, um por agredir os pais

17 fev, 2024 - 11:19 • Lusa

O homem suspeito de agredir os pais foi detido em flagrante por militares da Mealhada, na quinta-feira. Outro suspeito foi detido no Seixal, tendo-lhe sido apreendida uma arma e munições.

A+ / A-

Dois homens foram detidos por suspeita de violência doméstica, um dos quais tinha acabado de agredir física e verbalmente os seus pais, "sendo as marcas da agressão evidentes", anunciou hoje a GNR.

O homem suspeito de agredir os pais foi detido em flagrante por militares da Mealhada, na quinta-feira, na sequência de uma denúncia a dar conta de uma alegada situação de violência doméstica, refere a GNR em comunicado.

"Os militares deslocaram-se rapidamente para o local, onde, à sua chegada, surpreenderam o suspeito que acabara de agredir física e verbalmente as vítimas, designadamente os seus pais, com idades de 58 e 63 anos, sendo as marcas da agressão evidentes", adianta.

A GNR relata que, "no seguimento da ação policial e das diligências efetuadas, e dadas as circunstâncias de tempo e lugar do suspeito", o homem, de 35 anos, acabou por confessar o crime aos militares, tendo sido detido de imediato.

O detido permaneceu nas instalações do Posto Territorial da Mealhada até ser presente no Tribunal Judicial de Aveiro, na sexta-feira, onde lhe foram decretadas as medidas de coação de proibição de permanecer e se aproximar da residência das vítimas, bem como do seu local de trabalho.

Ficou ainda proibido de contactar os ofendidos "direta ou indiretamente, por qualquer meio, por si ou por interposta pessoa ou utilizando meios eletrónicos de comunicação" e obrigado a tratamento psicológico.

Na quinta-feira foi também detido um homem por suspeita de violência doméstica, no concelho do Seixal, tendo-lhe sido apreendida uma arma e munições.

Na sequência de uma investigação por violência doméstica, os militares da GNR apuraram que a vítima, uma mulher de 73 anos, sofria ameaças por parte do marido, um homem de 78 anos. .

"No seguimento da ação foi possível apurar que o agressor era detentor de armas e munições, pelo que foi dado cumprimento a um mandado de busca domiciliária, tendo sido apreendida uma arma e 124 cartuchos, sem registo ou qualquer tipo de documentação, motivo que levou à detenção do suspeito", refere a GNR.

O detido foi presente no Tribunal Judicial do Seixal, onde lhe foi aplicada a medida de coação de apresentações trissemanais no posto policial da sua área de residência e proibição de contacto com a vítima.

A GNR lembra que a violência doméstica é um crime público e que "denunciar é uma responsabilidade coletiva" .

A Guarda Nacional Republicana realiza regularmente campanhas e ações de sensibilização sobre o tema da Violência Doméstica e relembra que, se precisar de ajuda ou tiver conhecimento de alguma situação de violência doméstica, pode fazer a participação no Portal Queixa Eletrónica, em https://queixaselectronicas.mai.gov.pt.

Pode também fazer a denuncia através do número de telefone 112, no posto da GNR mais próximo à sua área de residência, na aplicação App MAI112 disponível e destinada exclusivamente aos cidadãos surdos, em http://www.112.pt/Paginas/Home.aspx, ou na aplicação SMS Segurança, www.gnr.pt/MVC GNR/Home/SmsSeguranca.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+