A+ / A-

Madeira

Diretor nacional da PJ: investigação não fica "em xeque"

15 fev, 2024 - 16:57 • Lusa

"Sabemos o que estamos a fazer, estamos seguros no que estamos a fazer, estamos convictos e muito motivados no trabalho que temos vindo a realizar há anos nesta investigação", disse Luís Neves.

A+ / A-

O diretor nacional da Polícia Judiciária (PJ) afirmou esta quinta-feira que a investigação policial no caso das suspeitas de corrupção na Madeira não fica "em cheque", mas admitiu preocupação "face ao que era expectável".

"Não, não coloca em xeque o nosso trabalho, sabemos o que estamos a fazer, estamos seguros no que estamos a fazer, estamos convictos e muito motivados no trabalho que temos vindo a realizar há anos nesta investigação. O que quero dizer e transmitir enquanto diretor nacional é a minha total confiança na equipa que investiga estes factos", disse o diretor nacional da PJ, Luís Neves, em declarações aos jornalistas.

Luís Neves, que falava à margem da cerimónia de posse de 84 novos inspetores da PJ, que hoje decorreu na sede nacional, em Lisboa, disse também que "não há frustrações" face à decisão do tribunal no final do primeiro interrogatório judicial.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+