Tempo
|
A+ / A-

Martifer ganha contrato de construção de seis navios patrulha para a Marinha

29 dez, 2023 - 19:20 • Lusa

Navios vão ser construídos nos estaleiros de Viana do Castelo, o que autarquia diz ser histórico. Na assinatura do contrato, o Chefe do Estado-Maior da Armada destacou o valor estratégico dos seis novos patrulhas oceânicos.

A+ / A-

A Martifer assinou um contrato para a construção de seis navios para a Marinha portuguesa por quase 300 milhões de euros, segundo um comunicado divulgado pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Na nota, a empresa informa sobre adjudicação à sociedade West Sea -- Estaleiros Navais, "participada detida a 100% pelo grupo Martifer, da construção de seis navios patrulha oceânicos para a Marinha portuguesa, pelo preço global de 299.760.000,00 euros".

A empresa disse ainda que "a entrada em vigor do contrato celebrado entre o Estado português e a adjudicatária fica dependente do visto do Tribunal de Contas".

Este mês, o grupo de Oliveira de Frades já tinha anunciado um contrato com a empresa japonesa Ryobi para a construção de um cruzeiro de luxo, por 100 milhões de euros.

O presidente da Câmara de Viana do Castelo classificou de "histórica" a assinatura do contrato que prevê a construção de seis novos Navios de Patrulha Oceânicos (NPO) para a Marinha Portuguesa nos estaleiros da West Sea.

Em comunicado enviado às redações, a propósito da cerimónia de assinatura do contrato entre a Marinha portuguesa e o grupo Martifer para a construção dos seis NPO, por quase 300 milhões de euros, o autarca Luís Nobre afirmou ser "um dia histórico para a engenharia portuguesa, para a indústria nacional, em particular para a construção naval e para a WestSea, para a Marinha e para Viana do Castelo".

"Com a celebração deste contrato, assinala-se a competência história de Viana do Castelo na construção naval e, em simultâneo, posicionamo-nos para o futuro como o único cluster, no domínio da construção naval militar, em Portugal", sublinhou Luís Nobre.
O autarca socialista, que participou na cerimónia de assinatura do contrato, as instalações centrais da Marinha, em Lisboa, agradece "ao Governo, à Marinha e a WestSea, pelo empenho na concretização da assinatura do contrato para construção dos seis novos navios patrulha oceânicos, de 3ª geração".
O Chefe do Estado-Maior da Armada destacou o valor estratégico dos seis novos patrulhas oceânicos (NPO) que vão ser construídos em Viana do Castelo, com capacidades tecnológicas avançadas, que serão adicionados à frota entre 2027 e 2030.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+