A+ / A-

Detidos suspeitos de furto qualificado em escola de Olhão

27 dez, 2023 - 19:01 • Lusa

Os dois homens foram intercetados por elementos da esquadra de Olhão quando saíam do estabelecimento escolar, cerca das 3h00, na posse de bens furtados no interior.

A+ / A-

A PSP deteve dois homens após cometerem um furto qualificado numa escola de Olhão, durante uma ação destinada a identificar os autores de outros furtos cometidos em estabelecimentos de ensino do concelho, anunciou hoje a força de segurança.

Os dois homens foram intercetados por elementos da esquadra de Olhão quando saíam do estabelecimento escolar, cerca das 03:00, na posse de bens furtados no interior, precisou o Comando Distrital de Faro da PSP num comunicado.

A PSP esclareceu que a ação policial que levou à detenção dos dois homens foi o resultado de um trabalho destinado a identificar os responsáveis de vários furtos no interior de estabelecimentos de ensino na localidade de Olhão, ocorridos "fora do seu horário normal de funcionamento".

"No âmbito desse policiamento foi possível, cerca das 03:00 da última noite, intercetar dois indivíduos, encapuzados, após se terem introduzido num dos estabelecimentos de ensino desta cidade, de onde saíram com vários bens furtados e após provocarem danos no seu interior", contou a PSP.

A mesma fonte frisou que os dois homens foram detidos "quando se preparavam para abandonar o local" e os elementos policiais procederam depois a revistas pessoais.

Nesta operação foi possível recuperar uma mochila com várias ferramentas, chaves, um cofre, um termómetro de infravermelhos, 327 euros, dois telemóveis, uma balança de precisão e outros artigos de menor valor, esclareceu.

A PSP referiu ainda que os detidos vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação das eventuais medidas de coação.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+