Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Global Media. “Uma questão que deve preocupar a todos”, diz ministro da Cultura

07 dez, 2023 - 10:46 • Olímpia Mairos

Pela primeira vez em 35 anos, o JN não está nas bancas, esta quinta-feira. Os trabalhadores estão em greve, em protesto contra a intenção do grupo Global Media em rescindir com mais de 150 funcionários.Pedro Adão e Silva mostrou “disponibilidade e interesse” em reunir com uma representação do GMG.

A+ / A-

O ministro da Cultura assume apreensão com a situação dos trabalhadores da Global Media.

Pedro Adão e Silva recebeu, nos últimos minutos, à entrada da Câmara Municipal do Porto, onde, a esta hora, já estará a decorrer a última reunião do conselho de Ministros, um representante dos funcionários do Jornal de Notícias.

Pela primeira vez em 35 anos, o JN não está nas bancas, esta quinta-feira. Os trabalhadores estão em greve, em protesto contra a intenção do grupo Global Media em rescindir com mais de 150 funcionários.

Uma situação preocupante, admite o ministro, considerando que esta “é uma questão que nos deve preocupar a todos”.

“Eu não posso deixar de ser sensível a isso”, disse Pedro Adão e Silva, lembrando que “houve um anúncio público da entrada de novos acionistas e esse anúncio público veio acompanhado de uma vontade de investir e a primeira notícia que temos é que, afinal, há um processo de despedimento”.

Um processo que, no entender do ministro, “só pode fragilizar muito as redações que já estão depauperadas por relação a um passado não muito distante”.

Pedro Adão e Silva mostrou ainda a sua “disponibilidade e interesse” em reunir com uma representação do GMG.

O Global Media Group (GMG), grupo que controla o Jornal de Notícias, Diário de Notícias, O Jogo e TSF, vai negociar, “com caráter de urgência”, rescisões com 150 a 200 trabalhadores e avançar com uma reestruturação, para evitar “a mais do que previsível falência do grupo”, anunciou esta quarta-feira num comunicado interno.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+