Tempo
|
A+ / A-

Operação Arrangements

​Ex-governante João Paulo Rebelo apresenta-se na PJ

28 nov, 2023 - 16:43 • Ricardo Vieira, com redação

Informação avançada à Renascença pelo próprio João Paulo Rebelo. Judiciária realizou buscas em Lisboa e Viseu, num caso de alegados crimes de participação económica em negócio, abuso de poder e usurpação de funções. PGR adianta que não há arguidos nesta altura das investigações.

A+ / A-

O ex-secretário de Estado da Juventude João Paulo Rebelo apresentou-se esta terça-feira à tarde na Polícia Judiciária (PJ), em Lisboa, depois de ser notificado de que estava a ser investigado no âmbito da "Operação Arrangements".

A informação foi avançada à Renascença pelo próprio João Paulo Rebelo, que não quis gravar declarações.

João Paulo Rebelo adianta que a investigação está relacionada com testes de Covid-19.

O ex-secretário de Estado da Juventude estava em Espanha, mas regressou a Portugal para se apresentar na Polícia Judiciária.

A PJ realizou esta terça-feira nove buscas domiciliárias e não domiciliárias em Lisboa e Viseu, num caso de alegados crimes de participação económica em negócio, abuso de poder por titular de cargo político e usurpação de funções.

Nesta altura, não há arguidos no âmbito da "Operação Arrangements", avançou a Procuradoria-Geral da República, em resposta por escrito à Renascença.

Além de buscas nas instalações de uma sociedade comercial, as diligências visam o Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ), a Cruz Vermelha Portuguesa, o Centro Hospitalar Tondela-Viseu e o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), refere a PJ, em comunicado.

Em causa estão suspeitas de "favorecimento de contratação pública respeitante a análises de testes do vírus SARS-COV-2". A informação foi avançada em comunicado pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP).

A PJ e o Ministério Público investigam também "um contrato público, por ajuste direto, ao abrigo do “Projeto PRID – Programa de Reabilitação de Infraestruturas Desportivas", para aquisição de serviços de engenharia, com pessoa sem habilitação legal para a prática de atos decorrentes daquela profissão".

[notícia atualizada às 17h28]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Junior Ferraz
    28 nov, 2023 Porto 18:27
    O polvo continua.

Destaques V+