Tempo
|
A+ / A-

Ordem dos Médicos

Hospitais não estão a informar populações sobre constrangimentos

18 nov, 2023 - 20:55 • Susana Madureira Martins com Redação

Carlos Cortes pede transparência ao Governo e às administrações hospitalares. O Bastonário perspetiva que o cenário na Saúde, em dezembro, "pode ser ainda mais gravoso".

A+ / A-

Vários hospitais do país não estão a informar as populações sobre os constrangimentos dos diversos serviços e picos de afluência, denuncia a Ordem dos Médicos (OM).

À Renascença, o bastonário da OM lamenta o que diz ser a falsa sensação de segurança que é assim transmitida às populações.

Carlos Cortes pede transparência ao Governo e às administrações hospitalares.

A OM critica os Conselhos de Administração por não estarem a ter uma atitude responsável e pede a elaboração de planos de contingência internos.

"Está a criar-se uma questão de opacidade sobre o que está a ser feito nos hospitais", lamenta.

O bastonário perspetiva que o cenário na Saúde, em dezembro, "pode ser ainda mais gravoso".

Carlos Cortes pede que o Ministério de Saúde "fale a verdade" para que o SNS esteja preparado e possa responder às dificuldades.

"Apesar de estarmos num momento institucional suspenso, a saúde não está suspensa. As pessoas continuam a ter problemas que têm de ter uma resposta", realça, ainda.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+