A+ / A-

Crise no sns

Ministro da Saúde anuncia nova ronda de negociações com sindicato dos médicos

17 nov, 2023 - 12:12 • Lusa com Redação

O governante admitiu ainda aos jornalistas que já esteve mais otimista sobre as negociações com os médicos porque não tem visto do lado dos profissionais de saúde "nenhuma aproximação" às posições do Governo.

A+ / A-

O ministro da Saúde anunciou esta sexta-feira que vai convocar os sindicatos dos médicos para uma nova ronda negocial após as negociações terem sido interrompidas na sequência da demissão do primeiro-ministro.

"Para ser franco já estive mais otimista porque, a verdade, o que eu tenho visto nos últimos meses é o Governo a aproximar-se das posições e das reivindicações dos médicos e do outro lado não há nenhuma aproximação em relação a questões que eu acho que, algumas delas, os portugueses compreendem muito bem", afirmou à margem do 5.º Congresso Internacional e 12.º Encontro Nacional de Paramiloidose para Técnicos de Saúde, que decorreu esta manhã em Vila do Conde, no distrito do Porto.

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) e a Federação Nacional dos Médicos (Fnam) pretendem retomar as negociações com a tutela, considerando que o Governo está em plenitude de funções e que não deve empurrar os problemas do Serviço Nacional de Saúde para o próximo executivo.

A última reunião entre o ministério da Saúde e os sindicatos médicos estava agendada para 8 de novembro, mas foi cancelada na sequência do primeiro-ministro, António Costa, ter pedido a demissão.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+