Tempo
|
A+ / A-

Morte por "legionella" em lar de idosos de Matosinhos

16 nov, 2023 - 11:45 • Olímpia Mairos

De acordo com a ARS Norte, há um segundo caso identificado de infeção.

A+ / A-

Confirma-se a existência de uma vítima mortal por ‘legionella” em Leça do Balio, no concelho de Matosinhos.

A informação foi inicialmente avançada pelo jornal Correio da Manhã e já confirmada à Renascença pela ARS Norte, através de um comunicado.

“No concelho de Matosinhos foi identificado um cluster, com provável origem ambiental num Estabelecimento Residencial para Pessoas Idosas (ERPI), tendo sido confirmados, até à data, dois casos, registando-se um óbito, e implementadas as medidas de controlo do cluster”, lê-se no documento.

A ARS Norte adianta que “tendo em conta que o período de incubação pode ser de até 14 dias (sendo o mais comum de 5-7 dias), as autoridades continuarão a monitorizar o surgimento de eventuais novos casos”.

O esclarecimento da ARS Norte indica ainda que as Autoridades de Saúde locais, em articulação com a Autoridade de Saúde Regional, encontram-se a desenvolver a investigação epidemiológica e ambiental, “de acordo com as normas e orientações da Direção-Geral da Saúde (DGS), determinando as medidas de saúde pública, ajustadas e proporcionais, à avaliação de risco, permanecendo atentas à evolução da situação”.

“Serão tomadas as medidas adicionais que se revelem necessárias, em estreita colaboração com a DGS”, acrescenta a nota.

Esta quinta-feira, a Escola Básica de Leça do Balio informou, em comunicado, o encerramento das instalações, devido a anomalias nas análises da água, não sendo possível até ao momento confirmar se há relação com o caso do lar onde foi detetada “legionella”.

A doença do legionário, provocada pela bactéria 'Legionella pneumophila', contrai-se por inalação de gotículas de vapor de água contaminada (aerossóis) de dimensões tão pequenas que transportam a bactéria para os pulmões, depositando-a nos alvéolos pulmonares.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Maria
    16 nov, 2023 Palmela 12:35
    Parece lagartas da couve!

Destaques V+