A+ / A-

Operação Influencer

Defesa de Afonso Salema garante que não há quaisquer irregularidades

10 nov, 2023 - 12:50 • João Cunha , Isabel Pacheco

O advogado do executivo da Start Campus pede que se distinga a existência de contactos e a concretização de um crime.

A+ / A-

A defesa de Afonso Salema, um dos detidos na operação Influencer, contesta a acusação que recai sobre o presidente executivo da empresa Start Campus.

À chegada, esta sexta-feira ao Campus da Justiça, em Lisboa, o advogado Pedro Duro defendeu a necessidade de distinguir entre a existência de contactos e a concretização de um crime. Dirigindo-se aos jornalistas, Pedro Duro deu um exemplo.

“Assim como se os senhores tiverem na vossa região um problema com um banco de jardim vão falar com o presidente de junta e isso não significa que meteram uma cunha” exemplificou.

“Dir-me-ão, mas o primeiro-ministro não é o presidente da junta. É verdade, mas 3,4 mil milhões de euros de investimento em Portugal também não é um banco de jardim. Tudo tem a sua proporção”, defendeu.

Afonso Salema, um dos cinco detidos no âmbito do caso influencer, deverá ser ouvido esta sexta-feira.

A operação conduzida na terça-feira pelo Ministério Público levou à detenção de mais quatro pessoas. Entre eles, Vítor Escária, chefe de gabinete do primeiro-ministro.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+