Tempo
|
A+ / A-

"Impensável"

Falhas com incubadoras colocam recém-nascidos em perigo no São Francisco Xavier

17 out, 2023 - 10:03 • André Rodrigues

Denúncia é do Sindicato Democrático dos Enfermeiros de Portugal que alerta, também, para a escassez de recursos humanos. Situação já foi reportada à direção de enfermagem e à administração do hospital, a quem foram pedidas reuniões de emergência. Até agora, sem resposta.

A+ / A-

Os bebés recém-nascidos no Hospital de São Francisco Xavier correm perigo de vida.

A denúncia é feita à Renascença pelo Sindicato Democrático dos Enfermeiros de Portugal (Sindepor), na sequência de queixas relacionadas com falhas em equipamentos essenciais de suporte de vida, como incubadoras e máquinas de oxigénio.

Luís Mós, dirigente do Sindepor e especialista em saúde materno-infantil dá conta de “numerosas falhas com incubadoras”.

O caso mais recente ocorreu no último fim de semana, “em que houve a necessidade de transferir um recém-nascido para a Neonatologia porque estava em convulsões e não houve possibilidade de fornecer-lhe oxigénio. E esse recém-nascido teve de ser transferido de berço, o que, portanto, põe em risco o recém-nascido e põe em risco também a carteira profissional dos enfermeiros”.

Luís Mós fala de uma situação “impensável”, ainda por cima tendo em conta a necessidade de garantir capacidade de resposta, por causa do encerramento temporário de vários serviços no Hospital de Santa Maria.

O Sindepor acrescenta que a restruturação dos serviços de saúde materno-infantil naquela unidade de Lisboa também acabou por alterar os rácios de profissionais por recém-nascido.

No cenário ideal, deverá haver “um enfermeiro para cada seis puérperas e seis recém-nascidos”.

“O que acontece é que ali são distribuídas 10 puérperas e 10 recém-nascidos para cada enfermeiro, o que põe em causa a segurança dos cuidados de excelência a essas pessoas”.

O SINDEPOR já expôs esta situação à direção de enfermagem do Hospital São Francisco Xavier e, também, à administração daquela unidade. Mas, até agora, ainda não obteve resposta.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+