Tempo
|
A+ / A-

​Crise no SNS. Bombeiros pedem reunião com ministro da Saúde

04 out, 2023 - 19:03 • Alexandre Abrantes Neves

Liga dos Bombeiros diz que, em alguns casos, é preciso "fazer transferências de doentes para distâncias, muitas vezes, três ou quatro vezes aquilo que é o normal".

A+ / A-

A Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) pediu uma reunião de urgência com o ministro da Saúde, Manuel Pizarro, e a direção executiva do SNS por estar preocupado com a crise nas urgências.

O presidente da Liga dos Bombeiros, António Nunes, teme que a atual situação nos hospitais dificulte o trabalho dos bombeiros e que, por isso, ponha em risco os doentes.

“Fazer transferências de doentes para distâncias, muitas vezes, três ou quatro vezes aquilo que é o normal e depois ficar a aguardar a maca durante algumas horas, o que quer dizer que pode depois faltar meios de socorro nos seus locais habituais”, sublinha António Nunes, em declarações à Renascença.

“Já pedimos uma reunião urgente com o senhor ministro da Saúde e com a Direção Executiva do Serviço Nacional de Saúde para tentarmos encontrar soluções”, adianta o presidente da LPB.

A recusa dos médicos em ultrapassar o limite de 150 horas extra previsto na lei está a provocar constrangimentos nas urgências de norte a sul.

Esta quarta-feira, a Federação Nacional dos Médicos (FNAM) divulgou que mais de dois mil médicos já apresentaram pedidos de escusa.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+