A+ / A-

Açores

Rabo de Peixe. Ribeira Grande vai lançar roteiro turístico sobre série

24 set, 2023 - 09:58 • Lusa

A vila piscatória quer potenciar a economia local através da série, que foi gravada lá. "Rabo de Peixe" é a segunda série de ficção portuguesa produzida para a Netflix, e tem nova temporada confirmada.

A+ / A-
Rabo de Peixe. Os Açores na rota da Netflix
Rabo de Peixe. Os Açores na rota da Netflix

A autarquia da Ribeira Grande, nos Açores, lança, em outubro, um roteiro turístico com identificação dos principais locais de filmagem da série "Rabo de Peixe", produzida para a Netflix, como forma de potenciar a economia local da vila piscatória.

A informação foi avançada este domingo à agência Lusa pelo presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande, na ilha de São Miguel, acrescentando que "a plataforma já está a funcionar e em fase de testes".

"Estamos neste momento a carregar alguns conteúdos com alguma animação para que este roteiro não seja monótono, mas que seja um guia interativo. Posso adiantar que provavelmente até final do mês de outubro este roteiro turístico será apresentado", adiantou Alexandre Gaudêncio (PSD).

"Rabo de Peixe" é a segunda série de ficção portuguesa produzida para a Netflix e foi realizada por Augusto Fraga e Patrícia Sequeira.

A série chegou em maio à Netflix e "atendendo ao sucesso que teve e ao impacto mediático, principalmente através da plataforma de "streaming", a autarquia decidiu trabalhar num roteiro turístico para que o guia possa também ter impacto na economia local", justificou o autarca da Ribeira Grande.

Segundo Alexandre Gaudêncio, através de uma aplicação no telemóvel, o utilizador poderá percorrer os sítios onde foi rodada a série, "na sua maioria no concelho da Ribeira Grande".

"No nosso entender, e também devido ao fato de já se falar numa segunda temporada, julgamos que este roteiro será sempre um beneficio", sublinhou o presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande, acrescentando que os visitantes "vão ter a curiosidade" e irão visitar o concelho e os locais que estão identificados na rodagem da série.

A ideia é que "as pessoas possam percorrer a pé ou nas suas viaturas estes locais", detalhou à Lusa o autarca, explicando que serão referenciadas zonas de restauração e zonas de lazer onde foram filmados os episódios.

A história da série parte de um acontecimento verídico ocorrido em 2001, quando um veleiro naufragou com meia tonelada de cocaína a bordo, tendo grande parte da droga dado à costa próximo de Rabo de Peixe, na ilha de São Miguel.

A partir desses factos, foi construída uma ficção sobre quatro amigos que, na posse de vários quilos de droga, ambicionam mudar de vida, e sobre uma investigação policial em torno daquele naufrágio.

Os quatro amigos são interpretados por José Condessa, Helena Caldeira, Rodrigo Tomás e André Leitão, mas entram ainda outros nomes como Albano Jerónimo, Maria João Bastos, Afonso Pimentel, Pêpê Rapazote e Adriano Carvalho.

Além de Augusto Fraga estiveram ainda o montador Marcos Castiel e o diretor de fotografia André Szankowski.

"Rabo de Peixe" foi um dos dez projetos vencedores de um concurso de argumento promovido pela Netflix com o Instituto do Cinema e do Audiovisual.

Em junho, a Netflix anunciou que a série portuguesa iria ter uma segunda temporada.

De acordo com a empresa, nas duas primeiras semanas de exibição, "Rabo de Peixe" esteve no "top" global das dez séries mais vistas em línguas que não o inglês.

Veja uma das entrevistas da Renascença a um dos atores da série:

Romeu Bairos é Sandro G em Rabo de Peixe: "A série tem qualidade de Hollywood"
Romeu Bairos é Sandro G em Rabo de Peixe: "A série tem qualidade de Hollywood"
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+