Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Marcelo diz que comunidade portuguesa nos EUA "está segura, está firme e está a crescer"

23 set, 2023 - 03:19 • Lusa

O Presidente da República realçou os resultados do Censo de 2020 divulgados, segundo os quais a população de origem portuguesa a residir nos Estados Unidos da América aumentou quase 3,5% em relação à estimativa de 2010.

A+ / A-

O Presidente da República, que se encontrou, esta sexta-feira, com emigrantes e lusodescendentes no estado de New Jersey, considerou que a comunidade portuguesa nos Estados Unidos "está segura, está firme e está a crescer".

Marcelo Rebelo de Sousa falava no Portuguese Instructive Social Clube, na cidade de Elizabeth, instituição centenária, fundada em 1922, que, esta sexta-feira, condecorou com o título de membro honorário da Ordem de Camões, no último dia da deslocação aos Estados Unidos.

"Está segura, está firme e está a crescer a comunidade nos Estados Unidos. Boas notícias. Valeu a pena", declarou o chefe de Estado aos jornalistas, antes de viajar de regresso a Portugal, num balanço desta visita, em que esteve também com luso-americanos em Tarrytown, no estado de Nova Iorque.

O Presidente da República realçou os resultados do Censo de 2020 divulgados, segundo os quais a população de origem portuguesa a residir nos Estados Unidos da América aumentou quase 3,5% em relação à estimativa de 2010, passando de 1.405.909 para 1.454.262.

Na sua opinião, mesmo assim fica "a sensação de que faltam muitos", porque o censo é feito com base nos que "declaram ser portugueses ou lusodescendentes"

"Houve, de facto, uma posição reforçada em New Jersey e um aumento de posição em Nova Iorque, que era uma comunidade pequena, mas que está a subir progressivamente. E depois, ainda uma novidade inesperada: em terceiro lugar está agora o Havai, a seguir à Califórnia -- e ao nível de Massachusetts, de New Jersey, de Rhode Island, ou à frente um pouco", referiu.

Segundo o chefe de Estado, a comunidade portuguesa "está a rejuvenescer" e verificar o seu peso "é uma confirmação que enche o coração".

Interrogado sobre a atenção dada pelas autoridades portuguesas aos emigrantes neste país, Marcelo Rebelo de Sousa elogiou a estrutura diplomática e consular, considerando que tem tido "uma atuação espetacular".

O Presidente da República chegou aos Estados Unidos no domingo à noite, vindo do Canadá, onde realizou uma visita oficial de cinco dias dedicada às comunidades portuguesas neste país, ficando, no total, dez dias fora de Portugal.

Durante esta semana, esteve sobretudo na cidade de Nova Iorque, onde participou na 78.ª sessão da Assembleia Geral das Organização das Nações Unidas (ONU).

Além de intervir no debate geral anual entre chefes de Estado e de Governo dos 193 países membros da ONU, o chefe de Estado discursou em cimeiras sobre o desenvolvimento sustentável e o clima e num debate aberto do Conselho de Segurança da ONU sobre a Ucrânia.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+