Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Râguebi. Marcelo irá ver jogo com a Austrália e espera "que haja surpresas"

16 set, 2023 - 20:07 • Lusa

Marcelo Rebelo de Sousa considerou que a seleção portuguesa de râguebi "está numa forma muito boa, psicologicamente muito boa, jogam muito bem".

A+ / A-

O Presidente da República anunciou este sábado que irá ver o jogo da seleção portuguesa de râguebi contra a Austrália, em 01 de outubro, e espera "que haja surpresas" positivas para Portugal na estreia no Mundial de França.

Marcelo Rebelo de Sousa falava aos jornalistas em Toronto, durante a sua visita oficial ao Canadá, quando estava a começar o jogo de estreia da seleção portuguesa de râguebi no Mundial de França, contra o País de Gales, ao qual o primeiro-ministro, António Costa, foi assistir.

"Pode ser que haja surpresas no sentido de conseguirmos um resultado histórico, porque nunca conseguido, contra o País de Gales. Vamos ver, está a começar, é esperar para ver", declarou.

Segundo o chefe de Estado, "vai ser uma fase final muito difícil" e o primeiro-ministro "apanha um jogo com Gales, que é uma das quatro, cinco melhores equipas do mundo".

"Eu apanharei no dia 01 de outubro a Austrália que, se possível, é uma das três melhores equipas do mundo", acrescentou.

O Presidente da República referiu que "pelo meio, o senhor presidente da Assembleia da República tem mais sorte, porque assiste ao jogo com a Geórgia", e comentou: "É aquela equipa que está mais ao nosso nível".

Marcelo Rebelo de Sousa considerou que a seleção portuguesa de râguebi "está numa forma muito boa, psicologicamente muito boa, jogam muito bem".

Esta é a a segunda participação dos "lobos" na maior competição internacional da modalidade, depois da presença no mundial realizado também França em 2007.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+