Tempo
|
A+ / A-

Controlo de velocidade

Receita com novos radares vai servir para remover "pontos negros" nas estradas

11 set, 2023 - 14:15 • Lusa

Valor arrecadado em 2022, cerca de 26,3 milhões de euros, será investido para tornar as estradas portuguesas mais seguras.

A+ / A-

O ministro da Administração Interna anunciou esta segunda-feira que parte da receita do controlo automático da velocidade financiará a remoção de "pontos negros" nas estradas e adiantou que levará ao parlamento, dia 20, a estratégia integrada de Segurança Rodoviária.

Em declarações aos jornalistas, à margem de uma visita à Academia do Alertinha, José Luís Carneiro declarou que uma parte das receitas relacionadas com o controlo automático da velocidade vai servir para "financiar a remoção dos "pontos negros" nas estradas portuguesas", sejam vias municipais, sejam em locais de entroncamento entre as estradas locais, as estradas municipais e as estradas nacionais".

Referiu que o cálculo executado em 2022 foi cerca de 26,3 milhões de euros.

O Governo tem previsto utilizar uma "parte dessa receita para investir nos contratos locais de segurança rodoviária a estabelecer com os municípios para que os municípios possam investir na remoção de obstáculos, que contribuem para a sinistralidade", adiantou.

José Luís Carneiro anunciou ainda que no próximo dia 20 de setembro vai levar à Assembleia da República a proposta de estratégia integrada de Segurança Rodoviária que terá três eixos.

Segundo o ministro, o primeiro tem que ver com as atitudes e com os comportamentos na medida em que as três principais causas de sinistralidade rodoviária estão associadas a atitudes e comportamentos em excesso de velocidade, consumo com excesso de álcool e condução com uso de telemóvel.

Em segundo lugar, está previsto avançar com um plano integrado com o Ministério das Infraestruturas e com os municípios para a remoção dos chamados pontos negros.

José Luís Carneiro lembrou que os pontos contribuem para serem umas das causas de sinistralidade rodoviária.

O terceiro eixo visa a criação de melhores condições para o apoio do socorro sempre que ocorrem acidentes nas estradas nacionais.

O ministro da Administração Interna inaugurou a Academia do Alertinha, um projeto dinamizado pela Câmara Municipal de Matosinhos, com o apoio da comunidade escolar e da Proteção Civil para promover questões de segurança juntos de alunos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+