Tempo
|
A+ / A-

​Governo não garante (para já) travão às rendas em 2024

31 ago, 2023 - 17:29 • Cristina Nascimento

Se nada for feito, aumentos das rendas podem ser na ordem dos 7%, tendo em conta a estimativa do INE revelada esta quinta-feira.

A+ / A-

O Governo garante que vai avaliar, o mais brevemente possível, um eventual limite ao aumento das rendas para 2024.

Em declarações aos jornalistas, a ministra Habitação, Marina Gonçalves, afirmou que o executivo, neste momento, vai “avaliar as várias hipóteses que estão em cima da mesa”, reconhecendo que qualquer decisão deve ser tomada de forma célere.

No ano passado, o executivo aprovou um limite aos aumentos das rendas.

Se, para 2024, nada for feito, aumentos na ordem dos 7% é um valor incomportável para as famílias, assegura a Associação dos Inquilinos Lisbonenses.

Em declarações à Renascença, o presidente da associação, António Machado questiona a necessidade de nova subida numa altura em que, afirma, “o preço da habitação está demasiado elevado”.

Este dirigente associativo recorda ainda que, “de uma forma geral, os preços, por exemplo, da alimentação e da energia, estão demasiado elevados” e que os rendimentos das famílias não têm acompanhado estes aumentos.

O PCP, anunciou, entretanto que vai apresentar na Assembleia da República uma iniciativa legislativa para impor um limite ao aumento das rendas em 2024.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+