Tempo
|
A+ / A-

Detido suspeito de 20 incêndios em Ponte da Barca

31 ago, 2023 - 20:14 • Lusa

PJ de Braga adiantou que os incêndios florestais ocorreram entre os dias 9 de abril e 28 de agosto, em diversas freguesias do concelho de Ponte da Barca.

A+ / A-

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem alegado autor de 20 incêndios florestais, nos últimos cinco meses, em várias freguesias do concelho de Ponte da Barca, distrito de Viana do Castelo, revelou esta quinta-feira aquela força policial.

Em comunicado enviado às redações, a PJ de Braga adiantou que os 20 incêndios florestais ocorreram entre os dias 9 de abril e 28 de agosto, em diversas freguesias do concelho de Ponte da Barca.

As freguesias de Vila Nova de Muía, Touvedo, Paço Vedro Magalhães, Vila Chã e Lindoso, foram, durante aquele período, "sistematicamente atingidas por uma onda simultânea de incêndios florestais, causando alerta entre a população local".

"Alguns dos incêndios ocorreram em zona integrante do Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG), tendo os mais recentes afetado área localizada em Touvedo, consumindo mais de uma centena de hectares de floresta", sublinha a PJ.

Segundo a PJ, o homem deverá ainda ser "responsável por dezenas de incêndios lavrados nas freguesias identificadas e noutras, nos últimos anos, o que fez elevar este concelho para um dos que maiores índices de ignições tem averbado".

O suspeito, "por fascínio pelo fogo, ora se introduzindo na floresta, ora fazendo uso da sua viatura pessoal, sobretudo em período da tarde, através de chama direta, circulava por aquele território e procedia a inúmeras ignições".

Os "vários locais onde os incêndios ocorreram situam-se em zonas com condições de propagação a manchas florestais de grandes dimensões, gerando enorme risco, potencialmente alimentado pela carga combustível ali existente e pela orografia própria da região, o que se traduziu em elevadíssimo perigo concreto para as pessoas, para os seus bens patrimoniais e para o ambiente, com elevado potencial de destruição de área natural pertencente ao PNPG".

No decurso da investigação policial foi recolhido "um vasto acervo probatório que levaram à detenção fora de flagrante delito do arguido, o qual será presente, na sexta-feira, à autoridade judiciária competente para primeiro interrogatório judicial e aplicação de medidas de coação".

O homem foi detido na quarta-feira, pelo Departamento de Investigação Criminal da PJ de Braga, em "estreita colaboração" com o Grupo de Trabalho para a Redução de Ignições em Espaço Rural - Zona Norte.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+